terça, 31 de janeiro de 2023
SIGA-NOS

Argentina elimina Austrália e pega a Holanda nas quartas; Messi marca



Publicado em sábado, dezembro 3, 2022 · Comentar 

Craque comanda vitória no milésimo jogo da carreira. Goleiro australiano falha em gol de Julián Álvarez

Resumão

A Argentina está nas quartas de final da Copa do Mundo do Catar. Neste sábado, no estádio Ahmad Bin Ali, uma das grandes favoritas ao título bateu a Austrália por 2 a 1 e garantiu classificação para enfrentar a Holanda, velha conhecida, na próxima etapa do Mundial. Messi, no milésimo jogo da carreira, teve grande atuação e comandou a vitória argentina. Foi dele o primeiro gol da partida. Julián Álvarez, aproveitando falha com os pés do goleiro Mat Ryan, ampliou. A Austrália descontou após chute de Goodwin e desvio em Enzo Fernández – a arbitragem deu gol contra do argentino. O time australiano ainda ameaçou chegar ao empate, inclusive com um gol perdido no último lance. Mas não conseguiu. Está eliminada.

E agora?

A Argentina encara a Holanda pelas quartas de final na próxima sexta-feira, às 16h, no estádio Lusail. O vencedor estará na semifinal – e, se o Brasil chegar lá, será o adversário. Clique aqui e veja a tabela completa da Copa do Mundo.

De novo a Holanda

Os caminhos de Argentina se cruzam novamente, como aconteceu nas Copas de 1974, 1978, 1998, 2006 e 2014. O duelo mais marcante foi em 1978, quando os sul-americanos bateram os europeus na final, por 3 a 1. O histórico tem duas vitórias para a Holanda, um empate, uma vitória para a Argentina na prorrogação (justamente na final de 1978) e outra na disputa por pênaltis. Os holandeses fizeram sete gols e os argentinos, quatro

Mil vezes Messi

A partida contra a Austrália marcou o milésimo jogo da carreira de Lionel Messi. E ele foi aquele craque decisivo que o mundo se acostumou a ver. No primeiro tempo, contra um impressionante ferrolho australiano, conseguiu um tabelamento e abriu o placar. Foi seu terceiro gol nesta Copa, o nono em Mundiais – número que fez com que ultrapassasse Maradona e ficasse atrás apenas de Batistuta como maior goleador argentino em Copas.

Ô, meu goleiro…

A Austrália já perdia por 1 a 0 e tentava reunir forças para esboçar uma reação. E aí um erro do goleiro, no começo do segundo tempo, diminuiu as esperanças. Mat Ryan tentou driblar De Paul e acabou desarmado pelo atacante Julián Álvarez, que emparrou para o gol, abriu 2 a 0 e encaminhou a classificação argentina.

Mais sorte que juízo

A Austrália foi quase nula ofensivamente. Passou o jogo inteiro ameaçando muito pouco. E conseguiu um gol mesmo assim – mas contando com um bocado de sorte. Aos 31 minutos do segundo tempo, quando a Argentina vencia por 2 a 0, Goodwin emendou um chute de longe. A bola iria para fora, mas desviou em Enzo Fernández no meio do caminho e derrubou o goleiro Martínez. A arbitragem, depois do jogo, confirmou que deu gol contra.

Quase um gol histórico

Faltou pouco para Behich, lateral-esquerdo da Austrália, fazer um gol que entraria para a história das Copas. Aos 35 minutos do segundo tempo, pouco depois de sua seleção descontar no placar, ele pegou a bola, fez fila, desnorteou a defesa argentina e se preparou para marcar um golaço. Na última hora, porém, Lisandro Martínez se jogou na bola e evitou a finalização.

No último lance!

Kuol, atacante da Austrália, teve a chance de levar a partida para a prorrogação. No último lance do jogo, recebeu a bola na área, frente a frente com o goleiro, e mandou o chute. Mas deu Martínez. O argentino defendeu e manteve a vitória.

Primeiro tempo

A Argentina sofreu na marcação da Austrália. A seleção da Oceania montou duas linhas baixas na defesa, muito próximas entre elas, e dificultou as ações da adversária, que ficou trocando passes em busca de espaços que não apareciam. Messi tentava buscar o jogo, se movimentava entre marcadores, mas não encontrava áreas livres de australianos. A consequência foi um jogo truncado, órfão de chances – até a metade da etapa inicial, tudo que os argentinos haviam conseguido era um chute para muito longe (muito longe mesmo) de Papu Gómez. Isso encorajou os Socceroos a se aventurarem um pouco mais no ataque, especialmente em jogadas de bola aérea. Em uma delas, aos 28, Souttar cabeceou com perigo – De Paul cortou. Mas o ânimo australiano durou pouco. Aos 34, após rápida trama ofensiva, Otamendi deu o passe para Lionel Messi emendar bem no estilo dele, colocado, no cantinho, para abrir o placar: 1 a 0. O gol tranquilizou a Argentina, que passou o resto do primeiro tempo trocando passes, sem correr sustos, mas também sem criar chances de marcar o segundo.

Segundo tempo

A Argentina manteve o domínio no segundo tempo e não demorou a ampliar. Messi, aos cinco, mandou chute no meio do gol, bem defendido por Mat Ryan. E o goleiro voltaria a aparecer pouco depois, mas de um jeito bem diferente. Aos 11 minutos, ele recebeu um recuo, tentou driblar De Paul e acabou desarmado por Julián Álvarez, que empurrou para o gol: 2 a 0. A vantagem ampliada aumentou a segurança argentina na partida. Tudo indicava que a vitória estava garantida. Mas aí a Austrália resolveu colocar um pouco de emoção no duelo. Aos 31, chute de Goodwin desviou em Enzo Fernández e entrou: 2 a 1. Aos 35, Behich fez fila, engoliu a defesa argentina e só não empatou porque Lisandro Martínez apareceu na hora certa para evitar a finalização. Conforme corria o tempo, os australianos foram se jogando mais ao ataque – e permitindo espaços para a Argentina. A seleção treinada por Lionel Scaloni perdeu gols, especialmente com Lautaro Martínez, em três jogadas criadas por Messi e dadas de bandeja para ele. O camisa 10 seguiu comandando o time, dominando as ações, prendendo a bola, criando jogadas. No milésimo jogo da carreira, ficou um passo mais perto de seu maior sonho, um passo mais perto da copa mais importante do planeta. Mas ainda levou um susto impressionante. No último minuto, Kuol perdeu um gol frente a frente com Martínez, em grande defesa do goleiro.

Da Redação 
Com ge

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48