domingo, 28 de fevereiro de 2021
SIGA-NOS

Crescimento das cidades está causando escassez de areia no planeta



Publicado em segunda-feira, dezembro 7, 2020 · Comentar 

A afirmação de que o mundo está ficando sem areia pode ser um pouco assustadora no primeiro momento, principalmente se pensarmos que o planeta tem muitos desertos com uma grande concentração desse material. Segundo o jornalista norte-americano e autor do livro “O mundo em um grão: A história da areia e como ela transformou a civilização”, Vince Beiser, a falta de areia está relacionada com o desenvolvimento de civilizações urbanas.

Beuse explicou, em entrevista ao site Cnet, que a areia do deserto não tem utilidade na construção civil. Isso porque os grãos encontrados no Saara, por exemplo, sofreram um processo de erosão ao longo de milhões de anos e por isso são muito lisos e arredondados. Essas características impossibilitam o uso do material para erguer edifícios, por exemplo, já que a areia precisa ser mais áspera e mais angular para formar um concreto estável.

A areia usada na construção civil é encontrado em áreas de várzeas, margens e leito dos rios, assim como em lagos e praias. Mas, devido a alta demanda por esse recurso, causada pelo crescimento das cidades, todos esses ambientes estão sendo devastados para a obtenção desses grãos, fazendo com que o planeta seja intensamente impactado pela busca desse material.

Leia mais: O que é uma barragem de rejeitos de mineração? E a lama, o que é?

Estima-se que, nas próximas três décadas, cerca de 2,5 bilhões de pessoas vão passar a morar em áreas urbanas, se juntando às aproximadamente 4,2 bilhões que já vivem nelas. Esses números são equivalentes a acrescentarmos oito cidades de Nova York a cada ano no planeta.

Consequentemente, dentro das cidades haverá a necessidade de oferecer a estrutura necessária para garantir a vida dessa população. partamentos, escritórios, shoppings e rodovias são exemplos de obras que possuem a areia como elemento básico, pois são obras feitas com concreto.

Leia mais: Mineração ilegal em MG causou prejuízo de R$ 40 mi ao governo

Além disso, o vidro das janelas, a tela dos smartphones e também os chips que usamos nos celulares são feitos de areia, o que mostra o quão importante é esse material para as cidades. Esse recurso, inclusive, já é o segundo mais consumido no mundo, ficando atrás apenas da água. Anualmente, são consumidos cerca de 50 bilhões de toneladas de areia, mais do que suficiente para cobrir o Reino Unido inteiro.

Da redação/ Com R7

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48