sexta, 07 de outubro de 2022
SIGA-NOS

Justiça pede 12 anos de prisão para ex-Presidente da Argentina Cristina Kirchner



Publicado em terça-feira, agosto 23, 2022 · Comentar 

Doze anos de prisão, inabilitação perpétua para cargos públicos e apreensão da fortuna pessoal no valor de 5,3 bilhões de pesos (cerca de R$ 5,16 bilhões). Foi o que o Ministério Público da Argentina, na figura do promotor Diego Luciani, pediu como punição à vice-presidente e ex-presidente Cristina Fernández de Kirchner, 69 anos.

Ela é acusada de associação ilícita agravada e administração fraudulenta agravada na licitação de obras quando governou o país, entre 2007 e 2015. O escândalo ficou conhecido como “Causa Vialidad”. CFK, como é conhecida, goza de imunidade política por ser vice de Alberto Fernández e por ser a líder do Senado. “Senhores juízes, este é o momento. É corrupção ou justiça”, afirmou Luciani.

Por meio de comunicado oficial, a Presidência da Argentina condenou “a perseguição judicial e midiática contra a vice-presidente Cristina Fernández de Kirchner”. “Tal como expressou  o presidente Alberto Fernández em reiteradas ocasiões, a perseguição judicial endossada e promovida pelos distintos meios de comunicação, a tipificação abusiva da figura da associação ilícita, a imposição da prisão preventiva como pena antecipada, a acusação fundada em responsabilidades objetivas e a aplicação do direito penal do autor, são todos aspectos que contradizem a dogmática do direito penal aplicável em uma República fundada no Estado de Direito”, sustenta. A nota destaca que “nenhum dos atos atribuídos à ex-presidente foi provado”.

O próprio presidente Alberto Fernández se posicionou sobre os pedidos de Luciani pela prisão e pela inabilitação política de Cristina. “Hoje é um dia muito ingrato para alguém que, como eu, foi criado na família de um juiz, educou-se no mundo do Direito e ensina Direito Penal há mais de três décadas”, declarou. Em setembro de 2021, a relação entre Alberto e Cristina se deteriorou, com a renúncia de cinco ministros kirchneristas e com a exigência da vice por modificações no gabinete da Casa Rosada.

Da Redação do ExpressoPB
Com Correio Braziliense

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48