terça, 29 de novembro de 2022
SIGA-NOS

ESPECIAL / Centro Histórico pede socorro: Casarões as ruínas, insegurança e violência domina o ‘baixo’ João Pessoa



Publicado em sábado, abril 23, 2022 · Comentar 

Foto: @qudanilo (05/2021)

Não é de hoje que  a situação do centro histórico da capital paraibana enfrenta o descaso das autoridades públicas, seja do município, seja do estado. Algumas gestões até tentaram suavizar o impacto visual que os casarões abandonados e as ruínas causam para quem passa por ali, mas a situação é ainda mais complicada.

Se por um lado, o espaço urbano está abandonado por parte da prefeitura, por outro o Estado abandonou no quesito segurança, o que amedronta quem ainda tenta fazer do local um ambiente de visitação de turistas e sobrevivência econômica.

Em 2020, a situação do centro da capital paraibana não deixou de ser tratado nas discussões políticas dos candidatos a prefeito, mas passada a eleição, o assunto sucumbiu.

O então candidato Cícero Lucena, atual prefeito, foi um dos que abordou o assunto exaustivamente, mas apenas na campanha, no mandato faz “ouvido de mercador” aos apelos da população, apesar de observar da janela do Paço Municipal, todo o abandono da área que vai da Praça Pedro Américo até as margens do Sanhauá.

Os relatos do descaso e da violência ocorrida em toda a extensão do Centro Histórico pipocam nas redes sociais, o que não tem sensibilizado o poder público, tão pouco a grande mídia se propõe a fazer a abordagem do tema.

Pelos relatos, gangues atuam na área e realizam assaltos a mão armada em plena luz do dia. Nessa semana turistas que passeavam pelo lugar para conhecer o famoso e centenário Hotel Globo foram surpreendidos por assaltantes e os poucos e últimos estabelecimentos comerciais que ainda resistem são invadidos por essas gangues que levam tudo de seus clientes, como ocorreu nesta sexta-feira (22).

Se durante o dia a situação é desastrosa, a noite predomina o fator “perigo”, sem iluminação adequada e policiamento zero, aumentando a violência e a criminalidade.

Afora toda essa problemática, os poucos comerciantes e visitantes ainda tem que conviver com o lixo que se acumula nos casarões abandonados causando mal cheio e doenças para quem ainda se arrisca a passar por lá.

O Centro Histórico deveria ser muito mais que cartão postal para publicidade institucional de aniversário da cidade. Não basta apenas tombar, deve ser preservado, restaurado e habitado. Deve ganhar vida, cores e ares de uma cidade linda de se morar.

A seguir, o ExpressoPB.net mostra uma galeria de imagens captadas nas redes sociais de como se encontra desde o ano passado o Centro Histórico da nossa capital:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48