quinta, 03 de dezembro de 2020
SIGA-NOS

Maradona está melhor e quer sair do hospital, diz médico do ex-jogador; Diego Maradona foi internado na segunda-feira por anemia e desidratação



Publicado em terça-feira, novembro 3, 2020 · Comentar 

O ídolo argentino Diego Maradona “está muito melhor e ansioso para sair” do hospital onde foi internado na segunda-feira por anemia e desidratação, disse nesta terça-feira o médico do ex-jogador de futebol, Leopoldo Luque.

“Ele está bem melhor que ontem, com vontade de ir embora, gostaria que ele ficasse mais um dia. Ele está anêmico, um pouco desidratado, temos que corrigir isso e ver se ele continua melhorando”, declarou Luque à imprensa na porta da clínica de Ipensa da cidade de La Plata, 60 km ao Sul de Buenos Aires. “Quando a gente vê essa situação, geralmente são três dias de internação. Tomara que queira ficar até amanhã (quarta-feira). Esse é o meu objetivo, mas ele tem autonomia e pode ir”, acrescentou.

Confinado desde março por conta da pandemia do coronavírus, como todos os argentinos em risco, o treinador do Gimnasia La Plata apareceu na última sexta-feira em público muito frágil fisicamente, com dificuldades para andar e falar no dia de seu aniversário de 60 anos, que coincidiu com o retorno do futebol da primeira divisão na Argentina.

O campeão mundial no México em 1986 foi ao estádio do Gimnasia La Plata onde foi homenageado por seu aniversário, mas teve que sair do local com menos de 30 minutos de jogo, na qual sua equipe venceu o Patronato por 3 a 0. Os torcedores do clube argentino foram à clínica para deixar mensagens de incentivo e desejos de melhora para o técnico.

“O que ele mais precisa é do apoio do povo”, definiu o médico. Sobre Maradona, ele disse que “ele teve uma boa noite, está de bom humor. Estávamos brincando, caminhando.” “Aqui estamos cuidando da parte clínica que o deixou muito fraco, muito cansado”, acrescentou Luque. “A ideia é que ele fique o melhor possível, e precisamos de um pouco mais de tempo para isso, e ele, quando vê uma melhora, sempre quer ir embora logo”, disse Luque.

Recuperado anos atrás do vício em drogas, Maradona é medicado com tranquilizantes e ansiolíticos e consome álcool. “Com o paciente medicado, tem momentos em que as internações servem para ajustar aquela medicação. Isso é bom”, acrescentou o profissional. Luque esclareceu que o tratamento da anemia “é de longo prazo e será ambulatorial”. Ele explicou que devido à cirurgia bariátrica que Maradona fez em 2005 para perder 50 quilos, ele tem dificuldade para reter ferro, o que o torna mais sujeito à anemia.

Da redação/ Com Correio do Povo

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48