terça, 29 de novembro de 2022
SIGA-NOS

EDITORIAL: Porque se Bolsonaro “abarrota” as prefeituras de dinheiro, os prefeitos atrasam até fornecedores?



Publicado em sábado, outubro 15, 2022 · Comentar 

Não tem sido poucos os prefeitos que se vangloriam pelos cofres “abarrotados” de dinheiro enviados pelo Governo Federal que dá para fazer de tudo. O primeiro deles foi o prefeito de Gurinhém, Tarcísio Saulo. Este é fiador do governo e dos seus cofres cheios de grana, mas vez por outra o que não falta é reclamação de fornecedor na mídia reclamando atraso de pagamento da prefeitura de Saulo.

Agora o prefeito de Serraria, cidade localizada na região do brejo, seu Petrônio deixou vazar um áudio em um grupo (Ouça abaixo) enaltecendo a grana –sem rubrica  definida – que o presidente Bolsonaro manda pros prefeitos fazerem a festa.

Recursos sem rubrica significa que os senhores prefeitos gastam onde, com quem e como quer e é por isso que Petrônio Cabloco é ferrenho defensor de Bolsonaro. Mas na cidade dele, vez ou outra fornecedores usam as rádios de Guarabira para cobrar pagamento.

No áudio Caboclo elenca situações que diz ter vivido no tempo dos governo Lula/Dilma e chega a chamar o ex-presidente de ladrão .

Caboclo chega a dizer que não vai levar para a sua conta e história o voto em um ladrão, se referindo a Lula, reforça a ideia de que nordestino é preguiçoso e reitera voto em Lula.

Ouça:

 

Votação de Lula no º turno em Serraria

Na cidade de Serraria, no primeiro turno das eleições o Presidente Jair Bolsonaro obteve 73,27% dos votos enquanto o “preferido” do prefeito obteve apenas 20,58%, ou seja 642 votos.

Da Redação 
Editorial/ExpressoPB

 

 

 

 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48