sexta, 30 de setembro de 2022
SIGA-NOS

Acusado de ser “atravessador” no ministério do pai, Queiroguinha acusa a mídia de “narrativa criminosa”



Publicado em domingo, junho 12, 2022 · Comentar 

Os prefeitos Lucas Gonçalves Braga, de Marizópolis, Sergio de Levi, de Vista Serrana, o ministro Marcelo Queiroga, o filho Queiroguinha, e o prefeito de São José da Lagoa Tapada, Cláudio Antônio Marques, o Coloral – Reprodução/Instagram

Acusado de atuar como um “atravessador” no Ministério da Saúde para liberar recursos para prefeitos aliados na Paraíba, o filho do ministro Marcelo Queiroga, estudante de medicina Antônio Cristóvão Neto, negou intermediar liberação de recursos federais para municípios paraibanos. Pré-candidato a deputado federal, Queiroguinha acusou a mídia de uma narrativa criminosa sobre o assunto.

“Nós que estamos ao lado do presidente Bolsonaro sofremos com narrativas mentirosas de grande parte da mídia que não busca informar e sim desinformar. Essa é mais uma narrativa criminosa desse tipo de gente. O juiz de toda razão, que é o tempo, mostrará que isso não existe”, disse Queiroguinha em entrevista ao Portal MaisPB durante entrevista na abertura do São João de Campina Grande.

A Procuradoria Geral da República chegou a ser acionada para investigar a atuação de Queiroguinha no Ministério da Saúde, que tem participado de solenidades do governo federal permanentemente como se integrasse a administração federal, conforme reportagem do Jornal O Globo que repercute dentro e fora da Paraíba.

O filho de Marcelo Queiroga defendeu o governo Bolsonaro e afirmou que a denunciam feita seria porque não aguentam ver o trabalho do presidente Bolsonaro e do ministro Marcelo Queiroga.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48