terça, 21 de setembro de 2021
SIGA-NOS

Sem comorbidades, filho de influencer morre vítima da Covid-19 aos 20 anos



Publicado em quarta-feira, julho 14, 2021 · Comentar 

Após 26 dias internado para tratar um quadro grave de Covid-19, João Antônio Fontella, de 20 anos, morreu nesta terça (13). Filho da publicitária e digital influencer Célia Alves, João foi internado em 17 de junho, dois dias antes do irmão gêmeo que também precisou ser hospitalizado por conta da doença.

Leia também: Em Sapé, mortes por Covid-19 atinge os mais jovens e dois são sepultados no final de semana

A família dele chegou a comprar a Tocilizumabe, um medicamento no valor de R$ 40 mil, para tentar salvar a vida do jovem. No entanto, mesmo assim ele precisou ser intubado por conta do comprometimento do pulmão.

No começo deste mês, a mãe dos gêmeos contou ao MidiaNews que João Antônio praticamente já não respirava sozinho. A maior parte da internação do jovem foi na UTI de um hospital particular.

Uma melhora no quadro chegou a aliviar a família e os médicos informaram sobre um possível desmame da sedação. Mas o jovem voltou a piorar nos últimos dias, não resistiu e morreu.

No Instagram, Célia lamentou a morte do filho. No texto, ela desabafa que talvez a dor de perder o filho nunca passe.

“Tá doendo tanto que eu nem sabia que era possível sentir todas as dores do mundo em uma só. E eu sei que vai demorar para passar. Talvez nunca passe. Aliás, eu tenho certeza que nunca irá passar. Tá doendo. Tá doendo muito. Tá doendo tanto que eu nem sabia que era possível sentir todas as dores do mundo em uma só. E eu sei que vai demorar para passar. Talvez nunca passe. Aliás, eu tenho certeza que nunca irá passar”, escreveu.

A publicitária também lembrou a personalidade sensível de João Antônio.

“Um raio de luz, amor, timidez e sensibilidade que eu jamais encontrei em ninguém nesse mundo, e nem irei encontrar. Vai ver era isso… você não era desse mundo! Veio para os meus braços com o propósito de iluminar a minha vida, mostrar o poder de um coração puro”, lamentou.

Alta do irmão 

Em 30 de junho, o irmão gêmeo de João Antônio, João Gabriel Fontella, teve alta da enfermaria onde ficou internado durante dez dias. Ele também precisou fazer uso de oxigênio.

No começo deste ano, a mãe do marido de Célia também morreu aos 68 anos após ser contaminada pelo coronavírus.

A médica intensivista que acompanhava o caso de João Antônio chegou a recomendar que o jovem passasse pela ECMO (Oxigenação Extracorpórea por Membrana).

A técnica está sendo utilizada em pacientes com quadros graves de comprometimento do pulmão pela Covid-19 e consiste na retirada do sangue através de uma veia para uma bomba e por uma membrana artificial, que faz a função do pulmão.

A gravidade da doença no organismo dos filhos, que não tinham comorbidades e praticavam exercícios físicios, surpreendeu Célia, que está grávida de quatro meses.

“A Covid-19 é muito incerta, foi tudo muito rápido. Um menino [João Antônio] de 20 anos, sem comorbidade, joga vôlei e não é sedentário. É uma situação que realmente nunca se espera. É impressionante como eles ficaram cansados e debilitados”, falou em entrevista ao MidiaNews no começo deste mês.

Da Redação
Com MidiaNews

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48