sábado, 15 de maio de 2021
SIGA-NOS

Cantor sertanejo, de 28 anos, morre por falta de leito de UTI no Paraná



Publicado em domingo, março 21, 2021 · Comentar 

Diego Argenton, que integrava a dupla Bruno e Diego, morreu na quinta-feira (18) por conta de complicações da Covid-19. O cantor, de 28 anos, morreu esperando um leito de UTI na cidade de Assis Chateaubriand, no Paraná. Ele deixa mulher e dois filhos, Lara, de apenas um mês, e Lucca, de 5 anos.

Diego foi  diagnosticado com o novo coronavírus (Sars-coV-2) no início de março, mas apenas na última segunda-feira (15) seu quadro de saúde começou a ficar debilitado. De acordo com Nathalia Argenton, esposa de Diego, a família tentou vaga em UTI por sete horas em cidades da região, mas não obteve sucesso.

Um dia após a morte do cantor, por conta de exames realizados no hospital, a família descobriu que o artista tinha diabetes, fator de risco para a doença .
“Estamos totalmente sem chão pelo fato de ter sido algo muito rápido. Ele estava bem na segunda-feira e nem sei explicar o que sentimos agora. Desde o início da semana, não fizeram o teste de diabetes logo no início do atendimento para saber da condição dele”, lamentou Nathália.

Da Redação 
Com Istoé

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48