quarta, 21 de novembro de 2018
SIGA-NOS

Com cenas de nudez, Porchat lança série sobre o machismo



Publicado em sábado, outubro 27, 2018 · Comentar 

As mulheres estão mais empoderadas e os homens buscam se adequar aos novos tempos. Foi a partir desta constatação que Fábio Porchat, 35, criou a série “Homens?”, na qual interpreta um dos protagonistas, Alexandre –um homem que está sexualmente impotente há um ano e se desespera com a condição.

A série, dirigida por Johnny Araújo, é a terceira do canal de humor Porta dos Fundos e a segunda com a marca do grupo Viacom. A exibição está prevista para março de 2019, no canal Comedy Central.

“Vamos falar sobre a inadequação masculina aos dias de hoje. O mundo evoluiu e os homens ainda não. Estamos tentando entender o que está acontecendo”, afirma o humorista.

O ator adianta também que a série terá um personagem fantasioso importantíssimo na trama: o pênis de Alexandre, interpretado por Rafael Portugal.

“Eu converso com ele. O pau é machista no começo e só quer fuder. Posteriormente, tem um episódio em que vou numa boate e o pau está lá se divertindo e dançando. Então ele fala: ‘Nunca vim numa boate só pra dançar, é legal para caramba’. O pau é personagem fundamental.”

Ainda numa reflexão sobre o membro masculino, Porchat observa o quanto homens são obcecados por terem uma performance sexual que vai além do natural. Ele relata que vê jovens de 16 anos utilizando viagra para transarem com prostitutas.

“Um cara falou para mim que faz ainda ‘melhor’: toma viagra e um outro remédio para não gozar, aí transa a noite inteira. Perde o sentido. Para quê isso? Mas quando você mostra que esse cara não precisa disso tudo, ele fica perdido.”

A série também relata as histórias dos amigos de Alexandre. Um deles, por exemplo, tem o costume de trair a mulher e acaba descobrindo que ela também o trai.

“Aí ele conversa com ela e ela diz: ‘É isso aí, te amo, estamos juntos há um tempão mas não tenho tesão em você. Não gozo mais com você, mas gozo com outro. Você topa ficar assim?'”, adianta Porchat.

O criador da série afirma ainda que haverá cenas de nudez -seu personagem, por exemplo, deve fazer nu frontal. “É uma espécie de Sex and the City (1998-2004) com Girls (2012-2017). Nas cenas de sexo a gente aparece pelado mesmo”, diz.

Para que o roteiro fizesse jus a seriedade do tema, Porchat afirma que todas as mulheres da série leram, analisaram e acrescentaram coisas ao roteiro. São elas: Lorena Comparato, Gisele Fróes, Gisele Itié, Miá Mello e Cintia Rosa. “Dialogamos bastante”, afirma ele, que fez pesquisa de campo, assistiu a documentários e buscou livros sobre o assunto em questão.

Para que o roteiro fizesse jus a seriedade do tema, Porchat afirma que todas as mulheres da série leram, analisaram e acrescentaram coisas ao roteiro. São elas: Lorena Comparato, Gisele Fróes, Gisele Itié, Miá Mello e Cintia Rosa. “Dialogamos bastante”, afirma ele, que fez pesquisa de campo, assistiu a documentários e buscou livros sobre o assunto em questão.

“O velho jeito de ser não funciona mais”, ressalta. Com informações da Folhapress.

 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48