quarta, 12 de dezembro de 2018
SIGA-NOS

Com gol relâmpago, Corinthians bate o São Paulo no Pacaembu



Publicado em sábado, janeiro 27, 2018 · Comentar 

Corinthians e São Paulo fizeram neste sábado no Pacaembu o primeiro clássico do Campeonato Paulista e tudo continuou como em 2017: melhor para o Timão, atual campeão do torneio. Com gols de Jadson e Balbuena, a equipe do técnico Fábio Carille venceu por 2 a 1, provando que seu início de temporada é melhor do que o do rival. Brenner descontou para o Tricolor.

SEM MARCAÇÃO, SÓ DÁ ‘JADRIGUINHO’
O torcedor que demorou a entrar no estádio nem viu o Corinthians abrir o placar. Jadson marcou com um minuto de jogo. Pareceu que nem o São Paulo ainda tinha entrado no jogo. A marcação afrouxou totalmente na frente da área, por onde Rodriguinho e Jadson penetraram. O primeiro recebeu com liberdade e desmontou a defesa com um toque sutil, deixando o companheiro na cara de Sidão. Essa liberdade se estendeu por vários minutos durante o primeiro tempo e poderia ter culminado em estrago para o São Paulo caso o Timão tivesse aproveitado melhor os últimos metros do campo. Aqui fica a dúvida: o Tricolor tentou apertar a marcação na frente, por vezes com Petros saindo para dar bote no zagueiro. Foi decisão dele ou orientação de Dorival Júnior? Fato é que não deu certo e Jucilei se sobrecarregou na marcação. Já no segundo gol, novamente o sistema defensivo falhou, Anderson Martins cochilou e Balbuena testou com força completando escanteio de Clayson. Frágil o São Paulo.

O TROCO
Do outro lado, o Corinthians se defendia com sua famosa linha de 4, e com o meio ajustado. No entanto, em uma descida de Militão pela direita, foi possível encontrar um buraco. Juninho Capixaba, que já parece adaptado ao sistema de Carille, não conseguiu cruzar e Brenner apareceu por trás do implacável Fagner. Foi o gol de empate ainda no primeiro tempo e poderia ter marcado uma reação do Tricolor não fosse pela fragilidade defensiva já citada.

QUEM TROCA MAIS PASSES?
O gol de Balbuena aos 30 do primeiro tempo deu ao Corinthians a tranquilidade para trabalhar seu jogo. Passou a esticar menos a bola. Do outro lado, o São Paulo seguiu tentando impor seu jogo de posse. Chegou com perigo quando Jucilei acertou cruzamentos. É possível ver uma ideia no time de Dorival Júnior, mas a troca de passes ainda é muito pouco para estabelecer um jogo de imposição. A expectativa é que com as chegadas de Nenê e Tréllez, recém-contratados, o time ganhe mais profundidade e qualidade. Nesse ponto, o Corinthians está mais maduro e conseguiu conduzir o jogo sem grandes sustos, exceto por uma bola na trave de Shaylon.

DEU CÁSSIO DE NOVO
No duelo particular entre Cássio e Diego Souza, mais uma vez o corintiano levou a melhor. O tabu segue: o atacante nunca marcou gol no goleiro. Agora são sete jogos desde aquele histórico confronto pela Libertadores entre Corinthians e Vasco, com cinco vitórias para Cássio e duas de Diego. Não teve nenhum embate que os colocassem frente a frente. O camisa 9 do São Paulo ainda tem muito a melhorar. O o centroavante do Corinthians? Bem, Kazim até chegou a marcar um gol no primeiro tempo, mas dominou a bola com o braço. De resto, tudo igual: luta, apoio da torcida enquanto esteve em campo e comemoração quando ele saiu, dando lugar a Júnior Dutra. O turco vai de ter muita personalidade para reverter essa situação. Sorte que o Corinthians vem ganhando…

FREGUÊS
No fim, a torcida corintiana cantou que o “freguês voltou”, em alusão ao retrospecto recente da equipe contra o rival. Ano passado, nenhuma derrota, e triunfo na semifinal do Estadual. Nada mudou para o Timão. Nem para o São Paulo, que vai precisar jogar muito mais bola.

CORINTHIANS 2 X 1 SÃO PAULO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 27/1/2018
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Luiz Alberto Andrini Nogueira
Público e renda: 31.972 pagantes / R$ 1.278.027,50
Cartões amarelos: Gabriel, Romero, Júnior Dutra e Jadson (COR); Jucilei, Petros e Diego Souza (SPO)
Cartões vermelhos: –
Gols: 
Jadson, aos 1’/1ºT (1-0); Brenner, aos 25’/1ºT (1-1); Balbuena, aos 32’/1ºT (2-1)

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba (Guilherme Romão, aos 42’2ºT); Gabriel; Romero, Jadson, Rodriguinho (Maycon, aos 35’/2ºT) e Clayson; Kazim (Júnior Dutra, aos 15’/2ºT). Técnico: Fábio Carille

SÃO PAULO: Sidão, Militão, Rodrigo Caio, Anderson Martins e Edimar (Reinaldo, aos 34’/2ºT); Jucilei, Petros e Shaylon (Paulo Boia, aos 30’/2ºT); Marcos Guilherme, Brenner (Caíque, aos 13’/2ºT) e Diego Souza. Técnico: Dorival Júnior.

Lance – FOTO: Marco Galvão/Fotoarena

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48