quinta, 19 de julho de 2018
SIGA-NOS

Trump responde líder norte-coreano: ‘Também tenho botão nuclear’



Publicado em quarta-feira, janeiro 3, 2018 · Comentar 

© Fournis par France Médias Monde REUTERS/Carlo Allegri/File Photo

Donald Trump usou seu Twitter para responder ao líder norte-coreano, Kim Jong-un: “O líder norte-coreano Kim Jong-un disse que o botão nuclear está na mesa dele todo tempo. Alguém de seu regime abatido e sem alimentos pode avisá-lo que eu também tenho um botão nuclear, mas é um muito maior e mais poderoso que o dele. E o meu botão funciona!”, escreveu.

North Korean Leader Kim Jong Un just stated that the “Nuclear Button is on his desk at all times.” Will someone from his depleted and food starved regime please inform him that I too have a Nuclear Button, but it is a much bigger & more powerful one than his, and my Button works!

O líder norte-coreano Kim Jong-un manteve o tom de ameaça aos Estados Unidos em seu pronunciamento de Ano Novo, ao dizer que sempre tem à mesa um “botão nuclear”. Mas, no mesmo discurso, ele também se disse aberto ao “diálogo” com a Coreia do Sul.

No pronunciamento televisionado, ele voltou a dizer que a Coreia do Norte já tem tecnologia para atingir todo o território dos Estados Unidos com mísseis e que, por isso, Washington nunca começaria uma guerra.

 “Essa é a realidade, não uma ameaça”, afirmou.

Kim Jong-un destacou, porém, que só apertaria o botão nuclear, se a segurança da Coreia do Norte estivesse ameaçada e se disse disposto a conversar com a Coreia do Sul.

Ele informou, por exemplo, que considera enviar uma delegação de atletas para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, que serão sediados no país vizinho, em Fevereiro.

A Coreia do Sul sempre defendeu que a participação da Coreia do Norte nos Jogos ajudaria a aliviar a tensão entre os dois países.

O presidente dos Estados Unidos foi perguntado por repórteres sobre a fala de Kim Jong-un, mas não quis comentar. “Vamos ver, vamos ver”, disse ele, durante a celebração do Ano Novo no resort Mar-a-Lago, na Flórida.

Sanções e ameaça nuclear

A Coreia do Norte foi alvo constante de críticas e sanções no ano passado, por seu programa nuclear e os testes com mísseis que realizou.

Kim Jong-un conduziu seis testes em 2017 que demonstraram os avanços tecnológicos das armas nucleares norte-coreanas.

Em novembro, foi lançado o Hwasong-15, que voou 900 km e alcançou 4 mil km de altitude, o que representa a maior altura atingida até hoje por um projétil norte-coreano.

A Coreia do Norte alega que já têm um arsenal nuclear completo e pronto para ser utilizado, embora ainda haja ceticismo internacional sobre a verdadeira capacidade de o país lançar um ataque efetivo.

G1 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48