ExpressoPB

Ricardo abre 25ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba


20170119123901O governador Ricardo Coutinho abriu as atividades do 25º Salão de Artesanato da Paraíba em uma cerimônia realizada na noite da quarta-feira (18), no Espaço Cultural, em João Pessoa. Na ocasião, Ricardo ressaltou a importância do artesanato e da cultura como constituintes da identidade paraibana e o papel fundamental para o desenvolvimento econômico do Estado.

Também estiveram presentes na cerimônia, a gestora do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), Lu Maia, o secretário de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde), Lindolfo Pires, o senador Raimundo Lira, entre outros participantes.

Ricardo destacou o potencial que sempre viu no artesanato, mesmo antes de se tornar governador da Paraíba. “Lembro de ter ido a uma edição do Salão, há alguns anos, antes de me tornar governador, e ter visto uma situação precária. Pisei em lama e vi que aquela situação estava difícil para a clientela, para quem vendia, o processo estava ruim. Fiquei pensando que aquilo era um grande produto a ser vendido enquanto promotor da economia, mas também enquanto embalador de uma identidade para nosso estado. O artesanato tem esse poder. A cultura tem isso. Quem dá a identidade não é a economia, é a cultura”, observou.

Com o tema “Raiz cultural de um povo”, o evento realizado pelo Governo do Estado, por meio do PAP, conta com cerca de 400 artesãos, representando um total de mais de 3 mil profissionais envolvidos, apresentando peças produzidas com materiais como algodão colorido, madeira, metal, osso, fios, pedras e produtos como cordel, xilogravura e comidas regionais.

“Tem renda renascença, renda labirinto, macramê e o batique, que é uma técnica milenar produzida por poucos artesãos de Catolé do Rocha. Nosso papel, enquanto gestores, é incentivar que essas pessoas não deixem essa arte morrer e passem adiante para as futuras gerações”, explicou a gestora do PAP, Lu Maia.

Uma das maneiras de estimular a preservação dessa riqueza cultural é homenagear os artesãos que há mais tempo lidam com esse trabalho. Na entrada do Salão, 15 quadros homenageiam esses artistas, que estavam na abertura e receberam as congratulações dos presentes.

O secretário de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico, Lindolfo Pires, lembrou na ocasião que o Salão de Artesanato já faz parte do calendário turístico de João Pessoa. “E para que se tornasse realidade, apesar do enxugamento nos custos, sobrou força de vontade, carinho, trabalho e determinação. Aqui simboliza o Governo do Estado com todas as suas ações, pois juntos colaboram e promovem a intersetorialidade da gestão em busca de um resultado comum, que é promover e difundir a cultura do povo paraibano. Até o próximo dia 29, a expectativa dos organizadores é de que 50 mil pessoas visitem o evento”, pontuou.

Aproveitando a folga no trabalho, a paraibana radicada em Pernambuco Terezita Freitas foi à abertura conferir o trabalho dos artesãos paraibanos e não escondeu a admiração. “Gostei muito do espaço daqui, que é excelente, e das peças. Tudo com muita qualidade e perfeição, feito com muito amor e carinho”, enfatizou.

Secom-PB

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *