segunda, 21 de maio de 2018
SIGA-NOS

Policia desvenda crime de homicídio em Juarez Távora: jovem foi morto por causar morte da mãe

Publicado em quinta-feira, outubro 20, 2016 · Comentar 

foto-de-julio-araujoA Polícia Civil das cidades de Alagoa Grande e de Juarez Távora, coordenada pelo Delegado Danillo Orengo, vinculado a Seccional de Guarabira, esclareceu o crime bárbaro que ocorreu com Cleudson Euzébio, vulgo (Tito), ocorrido no dia 23 de setembro de 2016.

Durante as investigações, Policias Civis constataram que a vítima era usuária de drogas e teria se envolvido numa suposta agressão física em desfavor de sua genitora Rosilene Pereira Ferreira, ocasionando o seu falecimento depois de alguns dias.

Consta no inquérito onde se investiga a morte de Dona Rosilene, que a mesma tinha várias doenças e o atestado de óbito consta morte por questões de saúde. A Delegacia aguarda o Laudo Cadavérico para se ter certeza real da morte de Rosilene Pereira Ferreira.

Diante da repercussão de sua morte na cidade de Juarez e a possível autoria por parte de seu filho “Tito”, populares se revoltaram e começaram a ameaçá-lo de morte. Após colaboração do disque denúncia, que atende pelo número 197, foi obtida a informação que a morte de “Tito” teria sido encomenda pelo presidiário Ronaldo do Nascimento Venâncio, 19 anos de idade, e que se encontra encarcerado no Presídio João Bosco, na cidade de Guarabira/PB.

Nos autos, consta que a morte de “Tito” seria proveniente do falecimento de sua genitora e por dívidas, oriundas do tráfico de drogas. Os executores da ação criminosa foram as pessoas de Erasmo Gomes de Andrade Goncalo, 19 anos, José Paulo da Silva, conhecido por Paulinho, 20 anos, e a pessoa de Saulo Wesley Pereira Barros, 19 anos.

As citadas pessoas mataram “Tito” com pauladas e pedradas. A Polícia Civil ressalta ainda que a pessoa de Saulo Wesley foi preso na semana passada por furto qualificado pela Polícia Militar e, diante da evolução das investigações sobre o homicídio, a Autoridade Policial representou pela prisão preventiva dos envolvidos, impossibilitando a liberação de um dos envolvidos, Saulo Wesley, na audiência de custódia.

Com relação ao presidiário Ronaldo do Nascimento Venâncio, cumpriu-se o mandado de prisão em seu desfavor na unidade prisional. Todos os envolvidos responderão pelo crime de homicídio qualificado e as pessoas de Ronaldo do Nascimento (presidiário) José Paulo da Silva e Erasmo Gomes, por tráfico de drogas, além do crime de associação criminosa.

As pessoa de Erasmo Gomes de Andrade Gonçalo e José Paulo da Silva se encontram foragidos e em local incerto, necessitando do apoio da população do Brejo Paraibano para a sua localização, mandando informações através do disque denúncia de número 197 da Polícia Civil.

O Delegado Danillo Orengo enfatizou para a imprensa que todos os CVLIs de Alagoa Grande e Juarez Távora estão com a autoria determinada e todos os envolvidos presos. Disse ainda que quem não está preso, encontra-se com mandados de prisão em aberto e em diligencias para cumprir as ordens judiciais.

O Delegado ainda agradeceu o empenho do Dr. João Benjamin, Promotor de Justiça de Alagoa Grande, pela integração e desenvoltura nas suas funções, possibilitando uma integração entre as instituições, ganhando a Sociedade local.

Da Redação
Com Assessoria via Blog do Rildo

Comentários
Tags :


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48