ExpressoPB

Acusado nega ter matado o tenente Ulysses e aponta “Mutante” como autor do crime


IMG-20160210-WA0711-620x465Quando interrogado sobre a morte do tenente Ulysses nesta quarta-feira (10), o suspeito do assassinato do oficial militar conhecido por “Bimbo”, que se apresentou hoje na Central de Polícia, negou que tenha sido o autor do tiro. Através do seu advogado, acusado disse que estava foragido porque tinha sido jurado de morte.

Disse que sabia quem tinha sido o possível atirador e indicou um homem conhecido pelo apelido de “Mutante”. Sobre a informação que a arma tinha sido localizada em sua casa, o acusado contou a Polícia Civil que ocorreu por uma terceira pessoa, que havia ameaçado seu irmão.

De acordo com o interrogatório, “Bimbo” teria empreendido fuga para casa de familiares no interior do Estado. Após ter cometido o suposto crime, o acusado ficou numa mata próximo a sua residência, até que situação tivesse calma e depois viajou.

Ao todo, oito pessoas já haviam sido detidas até a noite de quinta por suspeitas de envolvimento com o crime. No entanto, conforme a Polícia Civil, somente seis permaneceram presos.

Destes seis, quatro foram ouvidos pelos delegados da Central de Flagrantes e devem responder por porte ilegal de armas e tráfico de drogas.

Já os outros dois foram ouvidos na Central de Homicídios, sendo suspeitos de envolvimento direto com a morte do policial.

Os suspeitos detidos alegam que não têm ligação com o caso, mas que estavam no local próximo de onde aconteceu a morte do tenente.

Da Redação
Com Secom/PB

Comentários

Artigos relacionados

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *