quinta, 20 de setembro de 2018
SIGA-NOS

Deputados ‘correm’ para disputar eleições e devem alterar bancada na ALPB



Publicado em domingo, fevereiro 7, 2016 · Comentar 

alpb-310x245A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) inicia o segundo ano desta legislatura podendo sofrer uma modificação na bancada de até 22%. É que oito dos 36 deputados são pretensos candidatos a participar da disputa eleitoral deste ano concorrendo a vaga para prefeito. A campanha deve esquentar os debates políticos na Casa, mas também pode contribuir para que muitos faltem às obrigações na Casa Legislativa.

Zé Paulo (PCdoB), Daniella Ribeiro (PP), Nabor Wanderley (PMDB), Ricardo Barbosa (PSB), José Aldemir (PEN), Inácio Falcão (PtdoB), Dinaldinho Wanderley (PSDB) e Adriano Galdino (PSB) são os parlamentares com possibilidades de interromperem as atividades para se lançarem candidatos na disputa majoritária.

Porém, os nomes dos possíveis pré-candidatos ainda não garantem a participação efetiva no pleito. Para que isso ocorra, é necessário que as legendas e coligações ratifiquem sua indicação durante as convenções, que precisam ser realizadas durante o mês de junho. Depois disso, os candidatos terão de ser registrados na Justiça Eleitoral. Alguns parlamentares já oficializaram o desejo. Outros ainda estão na espera da definição do partido para poder comunicar.

A preocupação inicial dos deputados é de que as eleições já possam atrapalhar as ações legislativas desse primeiro semestre, já que as conversas para a formação de alianças estão bem adiantadas. No geral, os deputados terão que se desdobrar para dar conta dos trabalhos no Legislativo e nas ações da campanha eleitoral. As faltas, segundo os próprios parlamentares, serão inevitáveis em alguns momentos. Mas, o presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB), disse que vai dialogar com os colegas deputados para que as eleições não atrapalhem o andamento das atividades.

Adriano Galdino é um dos que está disposto a participar do pleito como candidato. Ele disse que o Plenário deve ser palco de discussões relevantes e que busquem melhorar a situação de vida dos que mais precisam. Galdino explicou que pretende alertar para a continuidade, nessa legislatura, do trabalho que foi feito no ano anterior, com o objetivo de atingir metas que resulte positivamente para a população. Mas, alguns já afirmaram que o pleito deve ser considerado o mais importante.

É o caso de Zé Paulo, pré-candidato em Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa. O deputado afirmou que se tiver que escolher entre a candidatura para disputar a Prefeitura Municipal e as atividades legislativas, ele vai preferir o pleito eleitoral. Zé Paulo está focado nas eleições e já estuda a possibilidade de encaminhar um pedido de licença de 121 dias para se dedicar ao município escolhido por ele. O parlamentar já conversou com o seu suplente, Charles Camaraense (PSL), que está na espera de ocupar a vaga na Casa.

Zé Paulo já está participando de plenárias, junto ao partido, para ouvir a população sobre as demandas urgentes que serão encaminhadas para as autoridades e órgãos competentes. O primeiro encontro aconteceu na comunidade de Augustolândia, no bairro de Várzea Nova. Eles debateram questões da Educação, Saúde e Segurança Pública.

Três podem disputar em Campina Grande

Adriano Galdino colocou seu nome a disposição para concorrer em Campina Grande. Sua legenda ainda está em negociação sobre o apoio ao PMDB ou a candidatura própria. Porem, o presidente não tem negado o desejo de disputar na majoritária. Ele vai continuará à frente do Poder Legislativo e fará a campanha sem nenhum problema.  Vai continuar exercendo o papel de presidente do Poder e nos dias livres fará a sua campanha, visitando as bases e participando das atividades.

Já Daniella Ribeiro (PP) ainda tem falado pouco sobre o tema. Mas, tem visitado os bairros da cidade para ouvir a população sobre os problemas locais. O partido da deputada já anunciou que tem como prioridade para as eleições deste ano concorrer a vaga à Prefeitura de Campina Grande. A Executiva reconhece que o nome mais forte para concorrer à majoritária é o de Daniella. Os integrantes do PP estão em período de avaliação para definir a candidatura própria.

A parlamentar foi candidata à prefeitura nas eleições de 2012, mas não obteve sucesso. Agora o partido estuda as chances de ela disputar novamente à majoritária competindo mais uma vez com o atual prefeito Romero Rodrigues (PSD), que já oficializou a reeleição. O partido de Daniella afirmou que o ideal será que a legenda participe com candidatura pelo menos nas principais cidades paraibanas.

Questionada sobre as atividades na Assembleia Legislativa durante o período eleitoral, Daniella reconheceu que será difícil manter o quórum na Casa. “É claro que em ano de eleição existe uma dificuldade para que se mantenha o quórum mínimo nas sessões, mas a oposição fará um esforço concentrado no sentido de aumentar o número de projetos consistentes e requerimentos, mesmo com um número reduzido de sessões”, enfatizou.

Outro que almeja a Rainha da Borborema é Inácio Falcão. Ele oficializou sua pré-candidatura a prefeito de Campina Grande iniciando articulações para alianças com partidos políticos. O deputado disse que terá condições de seguir como pré-candidato na chapa majoritária, uma vez que, a legenda deixou a cargo dos filiados e pré-candidatos as definições em cada município.

Outro deputado que declarou a possibilidade de disputar as eleições foi Ricardo Barbosa. O deputado que encabeçar chapa do PSB para concorrer à Prefeitura de Cabedelo. Barbosa afirmou que já conversou com o governador Ricardo Coutinho, líder do partido, e com alguns dirigentes sobre a possibilidade. Do outro lado da Grande João Pessoa, tem o deputado Zé Paulo com pretensões de ser candidato em Santa Rita. Porém, o deputado disse que ainda é cedo para analisar as possibilidades.

No Sertão Paraibano, José Aldemir pretende a vaga de prefeito em Cajazeiras. Nabor Wanderley e Dinaldinho admitem possibilidade de concorrer em Patos. Nabor já adiantou que vai trabalhar para reeleger a atual prefeita, Francisca Mota. Mas, admitiu que caso ela não possa ser candidata ou não queira, seu nome está disponível ao PMDB para enfrentar o pleito. Aldemir está aguardando o momento certo para a formação da chapa.

Da Redação
Com Correio da Paraiba/Por Alexandre Moura
Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48