“Foi omissão de socorro”, diz viúva sobre morte do doador de Faustão

Publicado em quinta-feira, setembro 7, 2023 · Comentar 


Foto Reprodução

Jaqueline Silva, viúva do pedreiro Fábio Cordeiro da Silva, que doou o coração para Faustão, revelou que o marido morreu por omissão de socorro. Durante entrevista para o Domingo Espetacular, da Record TV, a moça disse que o rapaz passou mal e sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) enquanto trabalhava, mas só foi encontrado no dia seguinte.

“Eu achei a coisa mais revoltante da face da terra, porque isso foi omissão de socorro. Como uma pessoa que trabalha em um prédio que tem porteiro, que tem toda a acessibilidade, onde só pode trabalhar até as 18h, fica com a chave e ninguém faz nada? Ele não poderia ter ficado lá”, contou.

Ela ainda lembrou que sente muita falta de Fábio, mas que fica confortada ao saber que uma vida salva foi salva por meio dele: “Não tem uma parte dessa casa que eu não me lembre dele. Eu sou mãe e imaginei uma outra mãe rindo (pela vida do filho), mesmo eu aqui chorando”.

Recuperação de Faustão segue sem intercorrências

A recuperação de Faustão após o transplante de coração está a todo vapor. Na última sexta-feira (1/9), o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, informou que o apresentador deixou a Unidade de Tratameto Intensivo [UTI] e foi para a semi-intensiva, onde continuará o tratamento.

“O paciente Fausto Silva continua evoluindo bem, depois da realização do transplante de coração, ocorrido no último domingo (27/08). A função cardíaca permanece normal e sem intercorrências. Hoje, foi transferido para a semi-intensiva e dá continuidade ao processo de reabilitação“, dizia o boletim médico assinado pelos médicos Dr. Fernando Bacal, cardiologista, Dr. Fábio Antônio Gaiotto, cirurgião cardiovascular, e Dr. Miguel Cendoroglo Neto, Diretor Médico e Serviços Hospitalares.

Faustão apareceu pela primeira vez nas redes sociais, na tarde desta quinta-feira (31/8), após a cirurgia de transplante de coração. Através de um vídeo, o apresentador deu detalhes do procedimento e fez um agradecimento ao público que rezou pela sua recuperação.

“Quero agradecer as manifestações de milhões de pessoas rezando, fazendo mandingas, torcendo pela minha recuperação. Estou com a voz ainda assim porque fui entubado, mas estou me recuperando. Já estou andando três dias depois de operado. Não sinto nada, nenhuma dor. Estou completamente recuperado”, começou dizendo.

O comunicador destacou a “sorte” que teve, assim como outros transplantados, em ter rapidez na fila de transplantes. “Pra que todo mundo tenha certeza do que é o transplante, pra vocês terem uma ideia, dos 200 e poucos transplantes, 60 pessoas esperaram menos de um mês. Eu dei sorte também nessa fila”, garantiu.

Faustão também agradeceu ao seu doador e a família dele. “Fazer um agradecimento especial ao José Pereira da Silva, pai do Fabio, que teve uma grandiosidade incrível, generosidade absurda e proporcionou que eu continuasse vivo. Eternamente grato! Fico emocionado porque ele e deixou a chance de viver de novo”, falou.

Redação/Metrópoles 

Comentários
%d blogueiros gostam disto: