segunda, 25 de outubro de 2021
SIGA-NOS

Vereador Arquimedes relata detalhes do atentado contra sua residência e diz: “o prefeito incentiva a violência em Sapé”



Publicado em domingo, outubro 10, 2021 · Comentar 

A entrevista concedida por três vereadores de oposição incluindo o presidente da câmara de Sapé, ainda está dando muito o que falar, isso porque um conteúdo polêmico em uma espécie de “caixa preta” foi explanado pelos parlamentares nesta última quarta-feira (06) na rádio Cultura FM de Guarabira.

O vereador sapeense de terceiro mandato Arquimedes, fez um relato do atentado ocorrido em sua residência, onde na ocasião, poucos minutos após o parlamentar adentrar com seu filho, foi surpreendido com uma pedrada que atingiu o telhado, abrindo um buraco no mesmo, “a gente fica surpreso há que ponto chegou a política de Sapé, eu tinha acabado de entrar junto com meu filho e a prima dele, logo me deparei com essa pedra arremessada no meu telhado, quando saí pra olhar pude ver vários adesivos do candidato que apoiei, um dia antes em minha fala na câmara, tinha sido um embate com o prefeito e críticas a forma irregular que foi feita a licitação do Programa tá na Mesa, fiquei surpreso com um vídeo publicado pelo prefeito no dia seguinte, em nenhum momento recebi qualquer ligação do gestor ou de membros de sua equipe” pontuou.

Arquimedes disse não se surpreender com a falta de solidariedade do prefeito Sidney Paiva, pois a forma em que o gestor conduz o seu governo e quando se expressa, instiga a violência, “isso que está acontecendo não me surpreende, a forma que ele está conduzindo o executivo, a forma que ele fala, como ele age de forma truculenta não só comigo, é com o presidente Abraão e outros vereadores de oposição, ele incentiva o ataque, a violência”, destacou.

O vereador progressista destacou também o descaso e a falta de ações do atual governo, onde segundo ele, as ações divulgadas pelo gestor em 9 meses, foram obras da gestão passada, ” nós sabemos que licitação não se faz do dia pra noite, as obras de calçamento que o gestor está fazendo hoje, foram licitadas, empenhadas e com dinheiro em caixa deixado pela gestão passada, a obra desse governo é uma sopa que um vereador vai entregar e o prefeito participa, um poste que a energisa vai trocar e ele participa, ele não deu uma gratificação a quem está na linha de frente da Covid, mas aos assessores dele deu 200% de gratificação” finalizou.

Da Redação 
Com Paraíba Conectado 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48