quinta, 28 de outubro de 2021
SIGA-NOS

Quando a técnica faz a diferença política: Emanuelle Chaves e a revolução na saúde de Mari



Publicado em segunda-feira, outubro 4, 2021 · Comentar 

O radialista Marcos Sales da Rádio Araçá FM desnudou nesta segunda-feira (04) ao comentar a participação de um ouvinte no Programa Liberdade de Expressão, as intenções impublicáveis dos setores políticos e alguns de seus agentes no intuito de desqualificar a capacidade técnica e administrativa da Secretária de Saúde de Mari, a Dra. Emanuelle Chaves, ao levantar questionamentos desprovidos de verdade probatória a respeito de suas ações [ seja em Mari ou qualquer outro lugar], mais apenas especulativas e cheias de determinadas convicções pouco ou quase nada prováveis.

Doutora sim! Não pelo diploma, alias, diploma para alguns não passa de um reles papel. Doutora por competência, por excelência e capacidade de fazer de uma área como a saúde o carro chefe de uma gestão. É inegável que a pasta da saúde é a salvaguarda de todos os demais setores da gestão atual.

É a técnica que faz a diferença política, tanto é assim que os ataques que a técnica vem recebendo são todos de cunho meramente político.

Para quem conhece a história da política de Mari nos últimos 20 anos, pode compreender nos detalhes o que está se montando no submundo da “politicagem sucupirana” para “abater” moralmente a secretária. Ataques estes motivados pelo medo de possível embate político em 2024 ou pela covardia mesmo. Apesar de Emanuelle ter reiterado diversas vezes que não passa pelos seus planos vir a disputar qualquer cargo eletivo. Marcos Sales foi no mistério: “eles sabem que mesmo não sendo candidata ela é forte cabo eleitoral de qualquer candidato!”.

Junta-se o que tem de pior na política mariense para tentar destruir a reputação da técnica. Sentimentos abomináveis no ser humano movem a máquina do ódio contra Emanuele: a inveja, a cobiça (pelo poder), a maldade e o ódio por aquilo ou aqueles que não cedem a certos acordos que a coisa pública não comporta, além de determinadas chantagens.

Foi sem barulho, mas com muito trabalho técnico que Emanuelle colocou a saúde de Mari em evidência, claro, com o aval do prefeito Antonio Gomes, que até agora tem demonstrado total confiança na sua auxiliar. Se assim não o fosse, não estaria no cargo, pois quem tem mandato assegurado por 4 anos no executivo é o prefeito e a sua vice, os demais estão no cargo por vontade dele.

O dinheiro compra muita coisa, mas respeito se constrói. Emanuelle construiu essa relação de respeito com a sociedade mariense, com a maioria esmagadora da opinião pública e não será qualquer articulação nefasta de invejosos, derrotados e recalcados que irão desmoraliza-la.

Guardem suas armas e artilharias para os embates políticos, porque quem está em cena é a técnica, fazendo uma verdadeira revolução na saúde sem precisar disparar uma bomba, quanto mais um tiro,  como diria o saudoso Luiz Gonzaga.

Editorial
ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48