segunda, 21 de junho de 2021
SIGA-NOS

​Com estoques de sangue baixo, Hemocentro da Paraíba faz parceria com instituições de ensino para doação de sangue; ação ocorre no Dia Mundial do Doador de Sangue



Publicado em sexta-feira, junho 11, 2021 · Comentar 

Com estoques de sangue baixo, principalmente os de fatores negativos, o Hemocentro da Paraíba fez uma parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e mais 13 instituições de ensino para doação de sangue. Estudantes, servidores e professores irão doar sangue e contribuir para salvar vidas com o projeto “Educação para a Vida”. A ação acontece na próxima segunda-feira (14), Dia Mundial do Doador de Sangue.

Por conta da pandemia de Covid-19, as pessoas que irão doar o sangue fizeram um pré-agendamento com horários, seguindo os protocolos sanitários de combate ao coronavírus. Estima-se que pelo menos cinco ônibus transportem os doadores até o local de coleta do sangue. Essas doações irão ajudar a repor o estoque de sangue em toda a rede de hemocentros de João Pessoa, Campina Grande e hemonúcleos em toda a Paraíba. Doar sangue é salvar vidas. Com uma bolsa é possível salvar quatro vidas. O gesto de amor e fraternidade é visto por quem contribui com essa ajuda.

A diretora do Hemocentro da Paraíba, Shirlene Gadelha, agradeceu aos já doadores de sangue pela atitude de salvar vidas e pediu para que mais pessoas possam entrar nessa corrente de solidariedade. “Nossos estoques ainda continuam com redução quanto aos RH negativos, o A negativo, o AB negativo e o B negativo”, comenta, em conversa com o ClickPB, e destaca que, para esses tipos sanguíneos, são necessários ter em estoque pelo menos 30 bolsas, o que no momento chega a ter três de cada.

Ainda de acordo com Shirlene Gadelha, esta é uma campanha pioneira no Estado e vai ajudar os hemocentros e hemonúcleos a repor os estoques de sangue que estão. baixos. Ela lembrou que apenas 1,6% da população doa sangue no Brasil, o que seria necessário entre 5% e 6%. A Paraíba já vem há alguns anos sofrendo com a queda de doações, que chega entre 3 mil e 3,4 mil doações por mês. No entanto a necessidade é entre 5 mil e 6 mil mensais.

Gadelha revelou ainda que na contramão aumentou o número de pessoas que necessitando de transfusões sanguíneas seja por conta da Covid-19 quanto para outras doenças como o câncer e em cirurgias. O Hemocentro da Paraíba repõe o sangue em 50 hospitais da região. Para ter um estoque confortável, ao ClickPB disse que é necessário ter no mínimo 80 bolsas diárias. Quando uma pessoa doa sangue salva quatro vidas. Antes da pandemia, a instituição promovia ações em condomínios residenciais e na rua, mas por conta do risco, não está promovendo. Hoje, o Hemocentro busca parcerias com associações para ajudar a aumentar os estoques.

Requisitos para fazer a doação:
– Pesar mais de 50kg;
– Ter entre 16 e 69 anos;
– Está bem de saúde;
– Dormir bem na noite anterior à doação;
– Se alimentar bem antes de ir doar (evitar apenas comidas gordurosas);
– Bebida alcoólica só após 24h;
– Tatuagem: um ano após o procedimento;
– Se teve covid, aguardar 30 dias após a completa recuperação;
– Se tomou Vacina Coronavac: aguardar 48h após cada dose. No caso da Astrazeneca ou Pfizer: aguardar 7 dias após cada dose;
– Se fez cirurgia: aguardar de 6 meses há um ano;
– Aborto: após 3 meses;
– Anticoncepcional e menstruação não impedem a doação (exceto se o fluxo for excessivo).

Da redação/ Com Click PB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48