sábado, 15 de maio de 2021
SIGA-NOS

João Azevêdo diz que avanço da imunização diminui a pressão em hospitais, mas reforça decreto: “não podemos relaxar com essa doença traiçoeira”



Publicado em segunda-feira, maio 3, 2021 · Comentar 

Em entrevista ao programa ‘Conversa com o Governador’, da Rádio Tabajara, nesta segunda-feira (3) o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), falou sobre a decisão de prorrogar o decreto que estabelece a aplicação de medidas restritivas durante a pandemia do coronavírus até o dia 19 de maio deste ano. Conforme apurou o ClickPB, para o gestor, as medidas estão dando certo, motivo pelo qual o decreto de nº 41.219 foi ampliado.

“Os cuidados devem permanecer. Os números que hoje se apresentam e são dados pelas pesquisas, dão a certeza de que as medidas precisam continuar. Estamos estáveis, mas temos cerca de 15 a 20 óbitos por dia. Não adianta estabilidade nesse patamar. Precisamos fazer com que esse número caia de um a três por dia, para que possamos ver novas possibilidades. Nós prorrogamos os efeitos dos decretos na mesma forma, para que as medidas sejam as mesmas até o dia 19 de maio para continuar protegendo a população”, explicou.

Segundo ele, com o avanço da imunização, o Estado já registra a diminuição da pressão em leitos de hospitais, mas reforça que não é motivo para relaxar no combate à pandemia da Covid-19. “As pessoas vacinadas vai diminuir os números de leitos ocupados. Essa doença é traiçoeira. Se nós entendermos que é preciso manter as medidas, nós iremos avançar de forma importante”, analisou.

O chefe do executivo ainda destacou o ritmo de vacinação que coloca a Paraíba entre os cinco estados que mais imunização até o momento. “A Campanha de vacinação tem a necessidade da união de todos os governos federal, estadual e municipal. Em 24h todas as vacinas são distribuídas para os municipais. Temos mais 113 mil vacinas que deverão chegar a Paraíba nas próximas semanas. Mais de 1 milhão de doses já foram distribuídas. A medida que avança a vacinação, você diminui as chances de novas variantes. Esse ritmo faz com que o Estado, demonstre a competência em seu trabalho, ficando entre os cinco estados que proporcionalmente mais vacina no país”, destacou.

Da redação/ Com Click PB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48