terça, 22 de junho de 2021
SIGA-NOS

Mari: Secretaria de Desenvolvimento Agrário se articula com instituições, agricultores e produtores



Publicado em quarta-feira, março 17, 2021 · Comentar 

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico e Agrária faz articulação institucional e com agricultores e produtores rurais. Nos dias 11 e 12 de março do correte mês foram realizados foram realizadas articulação institucional com SEBRAE, com a Assembleia Legislativa, através do deputado Melquior, com o IDEP/UFPB, com o BNB e com os agricultores e familiares e produtores rurais.

Com o SEBRAE a articulação se deu a partir de uma reunião com a gerente da agencia do órgão em Guarabira, Jacy Viana e com consultor que atuará no município de Mari e região. A reunião ocorreu na tarde da quinta-feira, na sede da secretaria. A posterior será detalhada o passo a posso da parceria entre a prefeitura municipal de Mari e o SEBRAE.

Concomitante com a reunião ocorrida entre a secretaria e o SEBRAE estava ocorrendo uma reunião com os produtores de mandioca que estão inseridos na AT e G do SENAR. A reunião ocorreu no salão paroquial (todos os protocolos de combate à COVID-19 foram obedecidos); o evento teve por objetivo a formação de um consórcio para a aquisição de insumos de forma coletiva, visando promover a compra no atacado que possibilitar redução nos custos dos produtos e do frete.

Na manhã da sexta-feira foi realizado uma vídeo conferência com representante da UFPB/IDEP, da Assembleia Legislativa da Paraíba e do Banco do Nordeste. O evento teve por finalidade discutir e traçar estratégias para o fortalecimento do Arranjo Produtivo da Mandioca na Estado da Paraíba.

Uma série de propostas de apoio ao fortalecimento da cultura da mandioca foram apresentadas: buscar parceiros para construção de uma unidade de processamento (Fecularia); organizar a certificação orgânica através do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica; estudar a possibilidade de criar Selo de Produto Artesanal para diferenciar o produto no mercado; fazer um trabalho de mídia/divulgação sobre a importância de se substituir (em parte) a farinha de trigo pela de mandioca, visto que ela não tem Glúten; buscar apoio na CINEP, no Cooperar e no BNB; organizar uma visita técnica na unidade de processamento de mandioca, para entender a dinâmica de produção e de acesso a mercado; e discutir a criação de um Fundo de apoio com participação dos municípios.

Será do campo que virá o desenvolvimento econômico e social do nosso Estado!

Da Redação 
Com Assessoria 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48