quarta, 25 de novembro de 2020
SIGA-NOS

Com meta de zerar fila, programa Opera Paraíba já realizou mais de 100 cirurgias



Publicado em terça-feira, outubro 27, 2020 · Comentar 

O programa Opera Paraíba, do Governo do Estado, já realizou mais de 100 cirurgias eletivas que estavam pendentes no Hospital Geral de Queimadas.

Segundo informações do coordenador do programa na 2ª Região de Saúde, o médico Jhonny Bezerra, a ideia é realizar mais de 9 mil cirurgias eletivas represadas, até o final de 2021, zerando a fila de espera.

O programa é itinerante e já foram realizadas cirurgias em Picuí, Queimadas, vai passar ainda por Monteiro e Campina Grande. Nesta última, com a destinação do Hospital das Clínicas para além dos casos da Covid-19, a partir de janeiro, será possível realizar, também, cirurgias de maior complexidade.

– Após essa retomada, realizamos no hospital de Queimadas 105 cirurgias eletivas em pacientes que estavam na fila de espera há muitos anos para tratamento de uma hérnia, histerectomia, vasectomia e outros casos mais simples. Com essa espera, é comum que muitos pacientes tenham que fazer uma cirurgia de urgência no Hospital de Trauma, porque o problema já se agravou. Com o programa Opera Paraíba, conseguimos acelerar os procedimentos e garantir melhor condição de vida aos paraibanos que estavam à espera dessas pequenas cirurgias – disse à Rádio Campina FM.

De acordo com o médico, com a pandemia os hospitais Pedro I e também o HU de Campina Grande, e outros, deixaram de atender às demandas, o que causou o aumento do número de casos reprimidos.

Ele ainda orientou que a marcação dos procedimentos cirúrgicos deve ser realizada pela Secretaria de Saúde do município onde o paciente vive.

Da redação/ Com Paraíba Online

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48