quinta, 22 de outubro de 2020
SIGA-NOS

Em entrevista, Luizinho condena política do “oba-oba” e cobra ética à quem deseja governar Sapé/PB



Publicado em quarta-feira, julho 29, 2020 · Comentar 

O Presidente da Câmara Municipal de Sapé, Luiz Limeira, o popular Luizinho, concedeu entrevista a Rádio Capim FM, nesta terça-feira (28), falou de seu trabalho a frente do legislativo sapeense e avaliou o quadro político local.

Durante quase uma hora de conversa com Marcos Gonsalves e Luiz Neto, Luizinho disse aos ouvintes do Programa Capim Sem Censura que no comando da Casa Legislativa o parlamento ganhou influência muito mais do que cobrar, fiscalizar e/ou criticar mas passou a ser parceiro das conquistas que a cidade realiza, pois exerce o papel conciliador entre os poderes constituídos.

Sobre sua gestão, Luizinho lembrou da implantação do Programa Papel Zero, onde a câmara passou a ser totalmente informatizada, todo o trabalho legislativo é executado através da tecnologia abolindo a despesa com papeis.

Ainda segundo o parlamentar, o Regimento Interno da casa passou por uma reforma com a inclusão de dispositivos na lei que facilita o trabalho do legislativo através de ferramentas tecnológicas que possibilitam, por exemplo, a convocação de vereadores para as sessões através de comunicado via whatsapp.

Falando de política, Luizinho, que é pré-candidato a prefeito de Sapé, foi questionado pelo apresentador Marcos Gonsalves sobre uma frase que o parlamentar teria proferido em entrevista anterior sobre os políticos que “flexibilizam a ética”, dependendo da conveniência. “Eu quis dizer que nós não podemos flexibilizar a ética na política, porque a flexibilização da ética representa exatamente aquela política antiga, que  dependendo de quem se trata, tudo podia para os seus amigos, então hoje em dia a política não se sustenta mais nisso, a administração pública com toda a transparência, com toda globalização da informação não suporta mais esse tipo de coisa”, disse.

Na opinião de Luizinho esse tipo de política se enquadra perfeitamente naqueles que são fichas sujas, não podem concorrer as eleições, estão processados justamente porque lá atrás eles flexibilizaram a ética.

O parlamentar defendeu o legado dos dois governos do prefeito Roberto Feliciano e destacou como o atual gestor vai entregar a cidade, em detrimento de como recebeu em 2005.

“Roberto vai entregar uma cidade muito melhor em todos os aspectos, salário em dia, melhor na educação e eu vou ser um prefeito muito melhor que Roberto, porque se ele tivesse a oportunidade de continuar certamente faria melhor do que fez esses dois mandatos, mas nós vamos fazer muito mais”, assegurou.

Sobre a composição de uma chapa para as eleições desse ano, Luizinho não descartou que seu vice saia da oposição, mas da oposição propositiva, conforme ele mesmo afirma: “com a oposição construtiva é possível, mas com a oposição destrutiva não há a mínima possibilidade de aliança, porque ela tenta destruir reputações, destruir o governo sem nada propor, então fica inviável”, afirmou.

Questionado sobre o “rótulo” de cara dura, de ter uma personalidade fechada, Luizinho disse condenar a política do oba-oba, do aperto de mão e sorriso fácil com o povo na rua e do deboche com esse mesmo povo quando estão nos gabinetes. “Não sou aquele político mamulengo, dando chau, sorriso fácil […] eu sou um pouco tímido apesar de ser político, ser vereador, mas como digo nós não devemos mudar nossa conduta nem nosso jeito de ser, eu não sou aquele político dando xau, um mamulengo, muito alegre e quando tá la no seu gabinete tá lá sorrindo, mangando da população e fazendo coisas erradas”, disse.

Por fim, Luizinho disse que se eleito for dará continuidade as boas ações do atual governo, mas adotará seu jeito próprio, porque cada pessoa tem seu jeito de ser e de agir e portanto será um governo de continuidade, mas também de renovação.

Da Redação 
Do ExpressoPB

 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48