sábado, 04 de abril de 2020
SIGA-NOS

Homem que não aceitava a separação mata a esposa e os três filhos carbonizados



Publicado em sexta-feira, fevereiro 21, 2020 · Comentar 

Os três filhos ficaram presos no carro e morreram queimados. A mulher foi socorrida por vizinhos em estado crítico, mas morreu no hospital

Rowan Charles Baxter, de 42 anos, matou os três filhos queimados dentro do carro da família e depois se esfaqueou até a morte. A mulher dele ainda conseguiu ser socorrida por vizinhos, mas morreu no hospital nesta quarta-feira (19). As informações são do Daily Mail.

O crime ocorreu em Camp Hill, no sudeste de Brisbane, na Austrália. Segundo a polícia local, o ex-jogador de rugby e a mulher, Hannah Clarke, 31, estavam em processo de separação e haviam fechado um negócio que tinham juntos.

O homem estaria insatisfeito com o fim do relacionamento e esta seria, segundo as autoridades da Austrália, a motivação para o crime deplorável.

Testemunhas contaram que Hannah estava com o carro, um Kia Sportage, estacionado na rua da casa dos pais dela, se preparando para levar as crianças para a escola.

Segundo as informações, neste momento, Rowan Baxter, que era ex-jogador do Warriors da Nova Zelândia, teria jogado gasolina em todos eles e ateou fogo, iniciando o incêndio.

A mulher conseguiu escapar do carro e rolava pelo chão na tentativa de apagar o fogo do próprio corpo, sendo socorrida por vizinhos. Alguns relataram depois que a ouviram gritar “ele derramou gasolina em mim.”

Rowan Charles foi visto do outro lado da rua, assistindo à cena de horror, mas voltou ao carro para pegar uma faca e então se esfaqueou no peito. Não há relatos de quantos golpes ele teria desferido, nem porque a faca estava lá. Ele morreu no local.

Várias pessoas se mobilizaram para ajudar as crianças, que estavam presas no carro. Ao menos quatro explosões ocorreram depois que começaram as chamas. Os vizinhos comentaram que antes de se matar, o homem em fúria ainda tentou impedir o resgate dos filhos Aaliyah, de seis anos, Laianah, quatro e Trey, três.

A brigada de incêndio local fica a menos de um quilômetro do local da tragédia, mas os bombeiros já encontraram as crianças completamente carbonizadas.

Após ser socorrida pelos vizinhos, Hannah foi internada no Royal Brisbane and Women’s Hospital, em estado crítico. De acordo com jornais australianos, ela não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu. Um homem que tentou ajudá-los também foi levado para o hospital com queimaduras faciais.

Nos últimos meses, Baxter havia inundado seu perfil no Facebook com fotos e vídeos de seus filhos, descrevendo-os como ‘meu mundo’. A polícia já havia sido chamada em incidentes anteriores de violência familiar na casa do casal.

“Cenas horríveis”

Vizinhos e pessoas que estavam na rua descreveram como “horríveis” as cenas do crime. Um vizinho, identificado como Aaron Snell, relatou que o ex-jogador parecia furioso e, enquanto as pessoas tentavam se aproximar do carro para salvar as vítimas, Baxter gritava para que parassem de ajudá-las.

Hannah estava consciente e em grande agonia. “A pele descascava e ela levantou as mãos. Pedaços estavam pendurados. Foi realmente muito horrível”, revelou o vizinho, que não quis se identificar, ao canal de notícias autraliano ‘Nine’.

Da Redação 
Com Pragmatismo Político

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48