sábado, 04 de abril de 2020
SIGA-NOS

Grevistas tentam impedir policiais de descerem para o Muriçocas; justiça decreta greve ilegal



Publicado em quinta-feira, fevereiro 20, 2020 · Comentar 

O movimento dos policiais que pressionam o Governo do Estado por reajuste tenta impedir policiais de atuarem na segurança do Bloco Muriçocas do Miramar na noite desta quarta-feira (19).

No início da noite uma decisão liminar do desembargador Leandro dos Santos, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), declarou ilegal qualquer movimento de caráter paredista que envolvam as forças policiais do Estado da Paraíba.

Ao tomar a decisão, o desembargador ressalta que o movimento grevista foi decidido em meio às prévias do Carnaval e fixa multa de R$ 500 mil em caso de descumprimento da liminar.  “De início não podemos descuidar que hoje, quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020, acontecerá, a partir das 18:00h, na principal Avenida da Capital, o megabloco das muriçocas do miramar, como parte do movimento Folia de Rua, que encabeça as prévias carnavalescas de João Pessoa”, diz.

Apesar da decisão paredistas encontram-se aglomerados nas proximidades do Clube Cabo Branco, local de apoio da polícia que garante a segurança do bloco Muriçocas.

Até as 21h00 desta quarta, a situação estava controlada, com grande parte de policiais sendo distribuídos para a Avenida Epitácio Pessoa, mesmo os grevistas fazendo movimentação, inclusive secando pneus de viaturas.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48