sexta, 25 de setembro de 2020
SIGA-NOS

Após criticar canonização de Irmã Dulce, internautas pedem cancelamento do show de Márcia Fellipe na Festa da Luz, cantora pede desculpas



Publicado em segunda-feira, outubro 14, 2019 · Comentar 

Após criticar a canonização da primeira Santa brasileira, a Santa Dulce dos Pobres e polemizar na Internet, a cantora Márcia Fellipe, que também é conhecida pelo apelido de “Fenomenal” comprou briga com a comunidade católica e os frutos de sua manifestação podem ir além de reações e críticas nas redes sociais.

Internautas começaram uma campanha para que a Prefeitura de Guarabira cancele o show da cantora, anunciado pela prefeitura como uma das atrações da Festa da Luz 2019.

“Atenção Prefeitura de Guarabira. Pelo desrespeito a Irmã Dulce e pela Festa da Luz ser da padroeira, não queremos Márcia Fellipe na Festa da Luz de Guarabira. #MarciaFellipeNao” diz a postagem que tem sido replicada nas redes sociais. 

Até o momento a Prefeitura de Guarabira ainda não se pronunciou a respeito do pedido da retirada de Márcia Fellipe da Festa da Luz.

Pedido de desculpas 

Após a polêmica gerada, a forrozeira Márcia Fellipe transmitiu uma live em seu Instagram, no último domingo (13), para se desculpar pela crítica feita à canonização de Irmã Dulce, freira baiana santificada no mesmo dia.  “Eu peço aqui desculpa. Nâo falei sobre religião. Falei sobre o que a palavra nos diz. Muita coisa que a gente vê acontecendo no meio do mundo, ela é feita pelo homem. Assim, tem gente distorcendo que eu tenho intolerância a religião, em nenhum momento”, explicou.

Ao vivo em sua conta no Instagram, a cantora ainda afirmou que está em busca de evolução. “Hoje, eu só a pior de todo o mundo. Se botar o mundo todo, eu sou o pior ser humano. Sou a mais pecadora de todas, mas eu tenho buscado e espero que eu possa nascer de novo em Cristo. Que isso fiquei claro pra todo mundo. Não tenho intenção de ofender ninguém. Aqui no nosso País tem disso. Eu, que não sou nem subcelebridade, trabalho para sustentar meus filhos. Canto paara sustentar minha casa. Eu não almejo ser renomada, ser isso ou aquilo. Quem trabalha comigo me conhece. Não tenho essa vaidade. Sou grata Deus por ele abrir as portas. Grato aos que vão aos meus shows”, disse.

 

Do ExpressoPB / Por Tiago Costa 

Com Informações do Diário de Pernambuco

 

 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48