segunda, 21 de outubro de 2019
SIGA-NOS

Prefeitura de Mari realiza DIA DE CAMPO sobre o Sistema de Produção da Batata Doce de Base Agroecológica



Publicado em sexta-feira, outubro 11, 2019 · Comentar 

A prefeitura municipal de Mari, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Agrário, realizou o DIA de CAMPO sobre o Sistema de Produção da Batata Doce de Base Agroecológica. O evento foi realizado na Granja Severina Gonçalves, às margens da PB 073 e assessorado pelo especialista na cultura da bata doce, o Dr. Elson Soares dos Santos, da EMPAER.

O Dia Campo aconteceu na manhã do dia 09 e contou com a presença de agricultores familiares, produtores rurais de Mari e de municípios vizinhos e de autoridades ligadas ao trabalho no campo, a saber: secretária municipal de agricultura de Barra de Santana, Girlaine Pereira, representantes da EMPAER, tais como o senhor Manuel Duré, de João Pessoa, e Ercílio Delgado, do escritório de Mari, Ewerton Bronzeado e Marconi de Lima, de Serra Redonda, Jose Carlos, da EMBRAPA Algodão e José Félix, diretor da UEPB, Campus de Lagoa Seca.

O evento contou com dois momentos distintos: inicialmente, foi apresentador pelo Dr. Elson Soares e pelo agricultor Teônio Pereira, como foi a dinâmica do trabalho, procedimentos, metodologia e resultados observados. Segundo o Dr. Elson, o grande desafio foi o de convencer e capacitar os agricultores envolvidos dentro da nova forma de se plantar a batata doce no município, visto que eles estavam acostumados com práticas antigas e já arraigada no seu fazer; por outro lado, Teônio explicou as mudanças aplicadas na metodologia utilizada no plantio e tratos culturais, dentre elas, a inserção de novas variedades; falou também sobre o avanço que tem percebido no desenvolvimento das plantas/raízes e do controle de pragas e doenças sem o uso de agrotóxicos. Logo após as exposições e explicações, passou-se para a análise de resultados do plantio feito. Foram colhidas batatas das seis variedades plantadas: Grafina Branca e Grafina roxa, Batata cenoura, Batata branca, Batata campinha roxa e da Batata cacheada. Está sendo iniciado o cultiva da Batata beterraba, porém, essa não passou pela análise, visto que o trabalho com ela está na fase inicial.

Segundo a avaliação dos profissionais da área e dos agricultores que lidam com a cultura, o resultado de todas as variedades são impressionantes e confirmaram a tese de que se “oferecer as plantas as condições que ela necessita”, certamente o resultado positivo é garantido! Foram analisados os aspectos do tamanho das batatas, da quantidade de unidades por covas e da aparência. Ficou constatado que todas as variedades se desenvolveram muito bem, no entanto, a Grafina roxa superou todas as demais, visto que esta variedade produziu batatas totalmente adequadas as exigências do mercado/consumidor/ padrão comercial, em suas características físicas e visual; sendo classificada, segundo o Dr. Elson, como uma batata “A extra”! Com peso entre 200 e 300 gramas, com a pele saudável e cor vibrante.

O Dr. Elson fez uma apresentação detalhada das diferentes etapas e procedimentos que foram adotados; falou também de outros procedimentos que ainda precisarão ser feitos e cuidados que se deve ter com a terra, como forma de se obter uma produção de qualidade para a atual e para as futuras gerações.

Por fim, é importante apresentar uma simulação sobre a produtividade da batata doce plantadas obedecendo os procedimentos indicados pelo especialista da EMPAER. Utilizando as informações prestadas pelo agricultor Teônio Pereira e pelo especialista em tubérculos, o Dr. Elson Soares, chega-se a seguinte conclusão: cada leirão produz cerca de 2 sacos de batatas (120 quilos em média), num hectare são feitos 128 leirões, o que totaliza 15.360 quilos/ha. Sendo que a média do município e do Estado da Paraíba é de 9 mil quilos/ha. Com as técnicas utilizadas se conseguiu uma produtividade 70% superior à média atual; além do um enorme diferencial: a média de 9 toneladas/ha é conseguidas pela forma tradicional e com o uso de agrotóxicos não recomendados tecnicamente.

Da Redação 
Com Assessoria 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48