quinta, 22 de agosto de 2019
SIGA-NOS

PERSONALDADE/ Assis Firmino: “Um caso típico de quem veio de baixo e conseguiu o famoso lugar ao sol”



Publicado em sábado, junho 8, 2019 · Comentar 

A frase que contextualiza o perfil da Personalidade desta edição da EXPRESSO é do livro Biu Pacatuba – Um Herói do nosso tempo, do escritor Fábio Mozart. Nesse livro, o autor descreve de forma bem humorada quem é Assis Firmino em sua visão de escritor sarcástico.

Ao definir nossa pauta para esta edição, Assis Firmino surgiu como opção para descrever sua personalidade, sua história e trajetória de vida, seja pública ou privada. Poucos sabem que Assis é natural da cidade de Gurinhém, filho de seu José Firmino e de Dona Josefa Maria, ambos in memorian.

Chegado a Mari ainda criança, acompanhou o pai nos trabalhos agrícolas, no cultivo de roça, no fumo e no abacaxi. Aos 14 anos exerceu sua primeira atividade no serviço público como gari. Isso nunca foi motivo de vergonha para ele, pelo contrário, exibe com orgulho sua história de superação.

Daí em diante, Assis nunca mais foi o mesmo. Chegou ao posto de chefia dos garis, ajeitou-se no sindicato rural, onde ao lado de Zé Martins continua até hoje. Na sua trajetória foi sempre reconhecido por sua lealdade, sempre firme esteja no governo ou na oposição.

No sindicato desde 1984, já foi suplente, tesoureiro, secretário e atualmente assume o cargo de vice-presidente, já tendo inclusive, assumido a Presidência do sindicato por algumas vezes. Firmino foi galgando posições ao longo do tempo, tanto que assumiu cargo na diretoria da FETAG (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba).

No campo dos movimentos sociais foi presidente de associação de bairro, comandou a União das associações de Mari. Oscilando em todos os segmentos, foi comunicador durante décadas, assumiu a assessoria de comunicação do município por longos anos, mas foi na cultura que ele encontrou abrigo.

Criador do Centro Cultural Manoel Xudu, Assis se declara apaixonado pela música brega. No comando do Departamento de Cultura da prefeitura, de 2013 a 2016, foi grande incentivador do Palco do Brega, nos eventos tradicionais da cidade. Botou o pé no acelerador e entregou a reforma da Casa da Cultura no último dia de sua gestão.

Mas se o nobre leitor achou que Assis Firmino se limitou a isso, se enganou. Na política, disputou cargos eletivos em 1988, 1992 e 2012, desta última vez por um ‘tris’ não chegou a Câmara de Vereadores.

Nos últimos tempos tem adotado uma postura mais flexível, sem confrontos ou enfrentamentos. O Assis de hoje, certamente pouco tem a ver com o Assis do passado, que o diga a ex-prefeita Vera Pontes, alvo de ferrenha oposição nos anos de 2000.

No auge de seus mais de 50 anos, Assis Firmino, parece ter se cansado dos embates, até mesmo com Severino Ramo, ex-presidente da Rádio Araçá FM de Mari, com quem protagonizou ferrenhos entreveros, vive clima de paz e amor.

Para Assis, hoje o que importa é viver mais próximo dos seus familiares e de bem com os amigos, pois a vida lhe deu importantes lições e uma delas foi perceber que a política não é um jogo de tudo ou nada, os políticos passam e só a família e os bons amigos é com quem sempre se pode contar.

Veja mais da edição nº 45 da Revista EXPRESSO  

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48