domingo, 01 de agosto de 2021
SIGA-NOS

Governo do Estado afasta professores investigados por assédio sexual



Publicado em quarta-feira, março 27, 2019 · Comentar 

Foi divulgado na edição do Diário Oficial desta quarta-feira (27) o afastamento do professor acusado de assediar alunos do Centro Profissionalizante Deputado Antônio Cabral (CPDAC), em João Pessoa. Ele ficará suspenso por 60 dias, período em que ocorrerá a investigação.

De acordo com o documento, a medida pode ser prorrogada por igual período, o afastamento tem caráter preventivo e o suspeito não terá o salário suspenso. Professor da educação básica, ele leciona Língua Portuguesa e foi denunciado por alunos, que informam que o educador faz comentários de cunho sexual para estudantes da unidade.

Um professor de Geografia da Escola Severino Cabral, em Campina Grande, também foi desviado de suas funções por dois meses. De acordo com a portaria, assinada pelo secretário de Educação, Aléssio Trindade, a permanência do educador na unidade pode atrapalhar as investigações, já que ele foi denunciado por assediar alunos e fazer comentários considerados homofóbicos.

Da Redação com MaisPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48