terça, 31 de janeiro de 2023
SIGA-NOS

Mídia nacional: Veneziano relata prejuízos ao Senado frutos dos atos terroristas e diz que Casa vai cobrar na justiça a quantia dos golpistas



Publicado em terça-feira, janeiro 17, 2023 · Comentar 

A mídia nacional, deu novamente neste final de semana, destaque a atuação do vice-presidente do Senado, Veneziano Vital do Rêgo, que num dos momentos mais difíceis da nossa democracia, estava à frente do Senado, quando dos ataques golpistas a sede dos três poderes da República no último domingo (08). Em entrevista dada no último sábado (14), ao Jornal Impresso Valor Econômico, Veneziano revelou bastidores de como soube e atuou em face aos ataques anti-democráticos, bem como, sobre os levantamentos dos custos dos danos ocorridos em Brasília e destacou, que o Senado vai cobrar a quantia dos golpistas.

A matéria foi reproduzida, pelo portal Valor Econômico, nesta segunda-feira (16), quando indaga o senador sobre os prejuízos contabilizado apenas no Senado com o ataque, onde o presidente em exercício do Senado durante a invasão e depredação, destacou que os prejuízos no Senado chegam a R$ 5 milhões. Veneziano, garante, que o Senado vai cobrar a quantia dos golpistas. “Vamos dar cabo às ações em âmbito civil e criminal, com direto a bloqueio de ativos, sequestro de bens, arresto, tudo o que for possível”.

Neste depoimento ao Valor, o senador conta como foram os bastidores do episódio. No domingo, às 7h, ele recebeu da polícia legislativa informações da chegada de ônibus à capital federal e do pouco efetivo disponível para proteger o Senado.

Tentou falar com o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) e não conseguiu. Tentou o secretário de Segurança Anderson Torres, mas este havia viajado ao exterior. Ouviu de Gustavo Rocha, secretário da Casa Civil do DF, que não havia com que se preocupar: a segurança estava garantida.

Procurado pelo Valor, Rocha diz que isso teria ocorrido no sábado e apenas repassou informações. Diferentemente da posse, destaca, no dia 8 não estava à frente da ação.

Veneziano estava em João Pessoa, almoçando com a família de frente para o mar quando o filho de 15 anos mostrou em um tablet a invasão ao Congresso. Ele só conseguiu chegar a Brasília, em voo da FAB, às 2h30 de segunda-feira e ficou no Senado até as 4h.

Conta cenas do ministro da Justiça, Flávio Dino, “transtornado” e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), “indignado”, bem como da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, em lágrimas nas reuniões do dia seguinte. Avalia que Ibaneis foi “no mínimo, omisso” e, caso isso se confirme, deve ser expulso do MDB. Veja a matéria na integra aqui.

Da Redação
Com Assessoria 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48