segunda, 06 de fevereiro de 2023
SIGA-NOS

Wallber Virgolino posta fake news de que auxílio-reclusão teria aumentado para R$ 1.754,18



Publicado em segunda-feira, janeiro 16, 2023 · Comentar 

O deputado estadual Wallber Virgolino (PL) publicou, na manhã desta segunda-feira (16), a fake news de que o auxílio-reclusão, benefício do INSS pago a dependentes do segurado da Previdência Social que vier a ser preso, teria aumentado para R$ 1.754,18 – valor maior que o salário mínimo, previsto para ser R$ 1.302,00.

Na realidade, o que foi determinado é que quem, no mês do seu recolhimento à prisão, tenha renda de R$ 1.754,18, ou inferior, poderá repassar o benefícios de no máximo R$ 1.302,00 para os seus dependentes. Ou seja, é justamente o oposto do que está contido na postagem do parlamentar.

Confira o que diz a PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 26, DE 10 DE JANEIRO DE 2023:

Critérios para receber

Quem tem direito ao serviço?

Para ter direito, é preciso ser dependente de segurado que:

  • Esteja trabalhando e contribuindo regularmente com o INSS na data da prisão.
  • Esteja recluso em regime fechado ou semiaberto (em caso de regime aberto, não há direito ao auxílio-reclusão).
  • É necessário que a média dos salários de contribuição seja de 24 meses antes do período da prisão e esteja dentro do limite de baixa renda previsto pela legislação.

Quem pode receber o benefício?

  • Para cônjuge ou companheira: comprovar casamento ou união estável na data em que o segurado foi preso.
  • Para filhos e equiparados: possuir menos de 21 anos de idade, se for inválido ou com deficiência não há limite de idade.
  • Para os pais: comprovar dependência econômica.
  • Para os irmãos: que comprovem a dependência econômica e idade inferior a 21 anos de idade; se for inválido ou com deficiência, não há limite de idade.

Em levantamento feito em 2020, cerca de 5% dos presos se enquadravam nos critérios para que dependentes recebessem o benefício.

Da Redação 
Com PB AGORA

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48