segunda, 06 de fevereiro de 2023
SIGA-NOS

Eliza diz ser vítima de ‘violência política contra a mulher’ e registra boletim de ocorrência contra Tárcio Teixeira



Publicado em sábado, janeiro 14, 2023 · Comentar 

A vereadora e suplente de deputada federal, Eliza Virgínia (PP), em boletim de ocorrência registrado na noite desta sexta-feira (13) na Polícia Civil da Paraíba, disse que tem sido vítima de perseguição, calúnia, difamação e de “violência política contra a mulher” por parte do ex-presidente do Diretório estadual do PSOL, Tárcio Teixeira.

A notificação da parlamentar ocorre um dia depois que a legenda de esquerda ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma representação contra ela por suposto incentivo a atos de terrorismo ocorridos em Brasília no último domingo (08), o que ela nega.

No boletim de ocorrência, Virgínia alega que já foi processada duas vezes por Teixeira, tendo sido isenta das acusações em ambas as vezes. Segundo a vereadora, na última quinta-feira (12), ela recebeu uma nova acusação do ativista de esquerda, dessa vez de ser “agente do terrorismo” em publicações nas redes sociais.

“O mesmo está me acusando de crime contra a pátria e de “AGENTE DE TERROSISMO”. Mas uma acusação sem fundamento, onde me acusa de incitação ao crime de terrorismo, ou mesmo de terrorista”, relatou. Ainda de acordo com a vereadora, Tárcio Teixeira enviou a publicação para o direct do Instagram da parlamentar, o que segundo ela, “demonstra tentativa de intimidação”.

“O senhor Tarcio, com os vários processos contra a minha pessoa , deixa claro que quer cercear minha liberdade dentro dos meus mandatos , já que age com a finalidade de impedir , obstaculizar e restringir meus direitos políticos, sendo eu a única mulher eleita vereadora em João Pessoa nas últimas eleições municipais de 2020. Além do que o fato de afirmar que realizei crime contra a democracia, quando eu não participei de qualquer ato, trata-se de calúnia. Dessa forma, ratifico a intenção de representá-lo criminalmente”, concluiu. (CONFIRA)

O BOLETIM DE OCORRÊNCIA ABAIXO).

Outro lado

Em entrevista concedida ontem à Rádio Arapuan FM, o diretoriano do PSOL e ativista social Tárcio Teixeira negou que tenha a intenção de perseguir politicamente a vereadora Eliza Virgínia. Ele afirmou que sua atuação ocorre somente no campo das ideias.Da Redação
Com Polêmica Paraíba

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48