quarta, 08 de fevereiro de 2023
SIGA-NOS

QUASE UM ANO SEM SESSÕES PRESENCIAIS: Câmara de Santa Rita aluga novo prédio para sessões, mas prédio oficial segue em reforma, denuncia vereador



Publicado em terça-feira, dezembro 20, 2022 · Comentar 

Sem sessões presenciais há quase um ano em razão da reforma no prédio do legislativo municipal, a Câmara de Santa resolveu contratar um novo local para a realização de sessões presenciais a partir do próximo ano, informou o vereador Naedson Graciano, da oposição, em entrevista a um podcast, nesta segunda-feira (20).

“Chegou ao nosso conhecimento que o presidente da Câmara estaria alugando um novo prédio, que estaria também em reforma. A Câmara está parada e esse ano só trabalhamos de forma remota, o que gera muita buracracia. Espero que possamos voltar nesse prédio que está em reforma ou em outro que está alugado”, denunciou o vereador Naedson.

Em abril deste ano, a 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) referendou a liminar do conselheiro Arnóbio Alves Viana para suspender a contratação de uma empresa de engenharia, no valor de R$ 1,31 milhão, para reforma e ampliação da sede da Câmara Municipal de Santa Rita.

A decisão tomou por base auditoria do TCE, que apontou alguns há indícios de irregularidades no processo de licitação e de “estranha alteração” na empresa, após assinatura do contrato. Desde então, segundo o vereador Naedson, as sessões ocorrem de forma remota, apesar da pressão dos parlamentares.

Em relação à auditoria do TCE, que ocasionou a suspensão das obras, houve a necessidade de investigar a “estranha alteração” do responsável pela empresa escolhida para realizada a obra, FM Construções e Administrações Ltda., após a assinatura do contrato.

Pressão

Na entrevista ao podcast ‘De frente com Coxinha’, o vereador Naedson disse que a atual Mesa Diretora, Francisco Medeiros da Silva, resolveu contratar o aluguél de um novo prédio, que segundo o parlamentar, também está em reforma, o que ainda não garante a retomada das sessões presenciais.

“Temos uma Câmara que parece mais um museu de tão antiga que é, e a gente cobra a Presidência para que tenhamos um ambiente preparado para nosso trabalho, mas a Câmara é uma negação. Foi iniciada uma reforma, mas o Ministério Público embargou as obras

Da Redação 
Com Polêmica Paraíba

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48