quarta, 01 de fevereiro de 2023
SIGA-NOS

Helicóptero cai no Rio de Janeiro e deixa cinco pessoas feridas



Publicado em quarta-feira, dezembro 14, 2022 · Comentar 

Um helicóptero caiu nesta quarta-feira (14), no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, cinco pessoas ficaram feridas, receberam os primeiros socorros no local e foram encaminhadas para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na Zona Oeste.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a direção do Hospital Municipal Lourenço Jorge informou que as cinco pessoas que estavam a bordo do helicóptero deram entrada na unidade e que a situação de todos é considerada estável.

Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que o helicóptero caiu em um terreno baldio na Avenida das Américas, no Recreio dos Bandeirantes. Militares do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS) foram empenhados no socorro às vítimas, com apoio do quartel do Recreio, de Barra de Guaratiba e do 1° Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente.

As cinco pessoas que estavam no helicóptero são Leandro M. de Araújo, Chrisello Perussel, Rosaura Maria B. Belarga, Frank Terrussel e Antônio Renzi.

Investigação
Investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III), localizado no Rio de Janeiro (RJ), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), foram acionados, segundo a Aeronáutica.

Em nota, a Aeronáutica diz que, na ação inicial, são utilizadas técnicas específicas, conduzidas por pessoal qualificado e credenciado que realiza a coleta e confirmação de dados, a preservação de indícios, a verificação inicial de danos causados à aeronave, ou pela aeronave, e o levantamento de outras informações necessárias ao processo de investigação.

O objetivo das investigações realizadas pelo Cenipa é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. Segundo a Aeronáutica, a conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os possíveis fatores contribuintes.

Da Redação 
Com Portal da Paraíba

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48