quinta, 01 de dezembro de 2022
SIGA-NOS

‘Eu quero mais.’ Insaciável Richarlison brilha com a camisa 9 em estreia da seleção no Catar



Publicado em sexta-feira, novembro 25, 2022 · Comentar 

RIcharlison encara a torcida brasileira. A camisa 9 nunca foi amaldiçoada
REUTERS

Ao fim do jogo, Richarlison parecia estar sonhando, com tanta felicidade.  Foi abraçado por todos, ele se mostrava orgulhoso.

Certo de que vai acabar de vez com a maldição da camisa 9 brasileira em uma Copa do Mundo, que fez Fred e Gabriel Jesus caírem em depressão, depois de 2014 e 2018.

Fred marcou um único gol no Mundial no Brasil. E Gabriel Jesus, nenhum, na Rússia.

“É um sonho de criança realizado. Fizemos uma boa partida ao meu ver, principalmente no segundo tempo, onde o adversário cansou e conseguimos tirar vantagem disso. Estamos felizes e confiantes agora. Há quatro anos, eu estava chorando.

“No dia de fazer exame acho que foi um dos mais demorados da minha vida. Fiquei esperando sair o resultado, os doutores passando de um lado para o outro, o tempo não passava. Valeu todo o esforço da recuperação, tratei dois períodos para vir pra Copa do Mundo.”

Ele se referia ao assunto que evitou a todo custo na coletiva de imprensa que deu nesta semana, e o blog alertou. Richarlison passou muito medo de perder a Copa do Mundo por conta de um estiramento na panturrilha esquerda, no mês passado.

A Comissão Técnica do Brasil ficou preocupadíssima com os resultados dos seus exames. Mas, graças ao empenho do atacante no tratamento, ele pôde estar aqui em Doha e marcar os gols que a seleção precisava nessa estreia.

E era evidente que iria falar do lindíssimo segundo gol.

“Não sei se [os jornalistas] acompanharam, mas fiz um gol parecido nos treinos na Itália. Faz nos treinos, faz no jogo. Tive a oportunidade de virar um voleio e acertar um belo chute. Vou buscar mais, quero mais.

“Só tenho a agradecer meus companheiros. Eu falei que só precisava de uma bola para finalizar, e essa bola chegou. Durante a semana falei que seria difícil furar o bloqueio deles, e eu estou acostumado a jogar contra equipes fechadas na Inglaterra, então eu teria que guardar as oportunidades que tivesse. Graças a Deus guardei duas”, dizia, feliz.

Ele é um dos jogadores mais bem preparados psicologicamente para esta Copa do Mundo.

O Brasil precisa de um artilheiro confiante, que entende muito bem o que significa a camisa 9 da seleção brasileira.

De um jogador ambicioso, com recursos técnicos, velocidade, presença de área e com fome de gols.

Hoje não há um atacante em quem a camisa 9 caia melhor do que Richarlison.

E ele sabe disso…

Da Redação 
Com R7

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48