quarta, 30 de novembro de 2022
SIGA-NOS

Nove são alvejados por disparos de arma de fogo em show de Xand Aviões; um homem morreu



Publicado em sábado, novembro 12, 2022 · Comentar 

Nattanzinho e equipe se jogam no chão no momento do tiroteio

Um show dos artistas Xand Aviões e Nattanzinho acabou em tiroteio na noite desta sexta-feira (11) na cidade de Floriano, no Piauí (Assista ao vídeo abaixo). Nove pessoas foram alvejadas por disparos de arma de fogo e um homem morreu. O evento acontecia no Comércio Esporte Clube.

“Foi muito tiro, parecia uma guerra”, disse uma testemunha à imprensa local. “É uma sensação de insegurança muito grande. Foram tantos disparos que a impressão é de que estava todo mundo armado. Como toda essa gente conseguiu entrar com arma dentro de um show privado?”, acrescentou.

“A gente sai de casa para se divertir, para descontrair, desfrutar de um momento de lazer. A pessoa que sai de casa para um evento desse com uma arma na cintura, não pode estar bem intencionada”, observou outra.

A Polícia Civil diz que ainda investiga a motivação dos disparos e os nomes das vítimas não foram informados. Os policiais informaram que o homem que morreu foi achado com uma arma na cintura e outra ao lado do corpo. Todas as outras pessoas alvejadas, segundo a polícia, não correm risco de morte.

Vídeos mostram o cantor Nattanzinho e sua equipe no chão do camarim no momento dos tiros. Ele contou nos stories do Instagram que estava prestes a subir ao palco no momento que os tiros começaram. Xand Avião havia acabado de se apresentar e já tinha saído do palco. Ele ainda não comentou o ocorrido.

Dois dias antes, na quarta-feira, um show do cantor Zé Vaqueiro no Maranhão também acabou em tragédia. Na ocasião, um homem morreu e cinco pessoas foram alvejadas.

 

A Polícia Civil divulgou nota sobre o tiroteio no show de Xand Aviões:

Na madrugada do dia 12/11/2022, por volta das 02:25 hrs, a Delegacia Regional de Floriano/PI foi acionada acerca de um tiroteio ocorrido em uma festa na Rua Assad Kalume, nesta cidade. Imediatamente foi feito contato com a Pericia Criminal e com a Polícia Militar, tendo as equipes se deslocado até o local. Ao chegar, foi feito o devido isolamento e constatado que um dos envolvidos, de iniciais E. J.P. L., já estava sem vida, caído com uma pistola coldreada na cintura e um revólver caído próximo. Até o presente momento, verificou-se que outras 9 pessoas foram atingidas com disparo de arma de fogo. No local, foram apreendidas 3 armas de fogo pela equipe da Policia Civil. As investigações seguem em andamento para elucidar detalhadamente o ocorrido, bem como identificar os demais envolvidos. 

Armas de fogo

Desde que chegou ao poder em 2019, Jair Bolsonaro (PL) editou mais de 40 decretos para facilitar o acesso da população civil às armas, escancarando um mercado que registra média de cerca de 1.300 armas compradas por brasileiros por dia. O relatório é do Instituto Sou da Paz.

Nessa busca frenética para facilitar a aquisição de armamentos, proporcionando uma alegria para as indústrias de armas e munições como nunca ocorreu na história do país, o número de novas armas nas mãos de civis explodiu. Em 2018, um ano antes de Bolsonaro ser eleito, havia 350 mil armas registradas em nome de colecionadores, atiradores e caçadores (os chamados CACs), número que passou para 1 milhão em julho de 2022. Ou seja, triplicou. A Taurus, principal fabricante de armas do Brasil, teve lucro líquido de R$ 307 milhões em 2018. Em 2021 lucrou R$ 1,3 bilhão, um aumento de 323%

Pelos decretos do governo, o uso dessas armas deveria se restringir a clubes fechados de tiro, que por sua vez se multiplicam, para o prazer dos bolsonaristas, que compõem o principal público comprador desse tipo de produto. Mas o problema é que muitas delas estão indo parar nas mãos de criminosos, numa ameaça crescente às famílias do país.

Da Redação 
Com Pragmatismo Político 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48