domingo, 27 de novembro de 2022
SIGA-NOS

Semelhante a caso na PB, professora é achada morta com pés e mãos amarrados em São Paulo



Publicado em terça-feira, novembro 8, 2022 · Comentar 

Élida tinha 26 anos e deixa um bebê de apenas 6 meses
REPRODUÇÃO/RECORD TV

O corpo de uma professora, identificada como Élida, de 26 anos, foi encontrado em um córrego na zona leste de São Paulo, nesta terça-feira (8). Segundo informações da Record TV, a mulher desapareceu após sair de casa para encontrar a mãe.

O caso tem uma certa semelhança com o da professora desaparecida no interior da Paraíba, encontrada morta dentro de um açude na cidade de Cuité. A paraibana estava com os pés e mãos amarrados.

Segundo o site R7, a vítima paulista ia em direção a uma rodoviária para pegar o ônibus para Campinas, no interior de São Paulo, onde a mãe dela mora. Entretanto, ela ficou incomunicável e desapareceu, momento em que o marido de Élida notificou a polícia.

Na última mensagem enviada ao companheiro, a mulher informou que estava ficando sem bateria. Ele iria encontrar a esposa na casa da sogra junto com o filho, de apenas 6 meses.

Ainda segundo a matéria do referido site, um dia depois, nesta terça, a polícia informou à família que havia encontrado o corpo da professora. De acordo com a corporação, ela estava com mãos e pés amarrados e enrolada em lençóis.

A polícia pediu o acesso às imagens das câmeras de segurança de casas e comércios próximos de onde o corpo de Élida foi encontrado. Até o momento, não há nenhuma pista de quem tenha cometido o crime.

Da Redação 
Do ExpressoPB

 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48