terça, 29 de novembro de 2022
SIGA-NOS

Julian deixa Pedro e adere a João: “Não posso ficar no mesmo lado de Ricardo”



Publicado em segunda-feira, outubro 17, 2022 · Comentar 

O deputado federal Julian Lemos (União) anunciou, nesta segunda-feira (17), adesão à reeleição do governador João Azevêdo (PSB). Ele afirmou que não poderia estar do mesmo lado do ex-governador Ricardo Coutinho.

Lemos decidiu romper com a candidatura de Pedro Cunha Lima (PSDB), que apoiou no primeiro turno. No segundo turno, ele chegou a reiterar voto no tucano.

“Eu vejo aqui ao lado do governador João um equilíbrio e união de forças racionais da política em nome de um projeto de Paraíba. Eu não gosto de falar de passado, nem de quem quer que seja, mas do outro lado está uma coisa muito confusa”, avaliou Julian, acrescentando não ter interesse em um “amontoado de gente” em cima de um plano de poder.

Ele justificou que o rompimento ficou iminente após ouvir áudio do ex-governador Ricardo Coutinho. “Depois daquele áudio de Ricardo Coutinho eu já sei o lado dele e o lado de Ricardo Coutinho não é aqui não”, disse.

O governador, por sua vez, afirmou que recebe o apoio com muita tranquilidade e ressaltou que a parceria com Julian começou há muito tempo, em prol da Paraíba.

“O deputado Julian tem uma facilidade muito grande no seu falar, na sua forma sincera de tratar as coisas. Eu gosto muito dessa forma. Esse processo de construção foi através de defesas de bandeiras que ele faz que coincide com as bandeiras que nós fazemos”, disse João, citando a segurança pública.

O anúncio com a nova posição aconteceu na sede do PSB, em João Pessoa, com a presença de João, da senadora Daniella Ribeiro (PP) e do presidente estadual do PSB, Gervásio Maia.

Nas eleições deste ano, Julian não conseguiu se reeleger. Ele obteve 36.530 votos, ficando na primeira suplência do União Brasil, que elegeu do deputado Damião Feliciano.

Além de Lemos, o União Brasil também registrou a dissidência da apresentadora Fernanda Albuquerque. A ex-candidata à Câmara Federal também não seguiu o senador eleito Efraim Filho, comandante da sigla na Paraíba e apoiador da candidatura de Pedro Cunha Lima.

Da Redação 
Com MaisPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48