domingo, 27 de novembro de 2022
SIGA-NOS

Torcedor do Flamengo é preso após assediar jornalista da ESPN ao vivo



Publicado em quinta-feira, setembro 8, 2022 · Comentar 

O torcedor que assediou a repórter Jéssica Dias, da ESPN, enquanto ela trabalhava do lado de fora do Maracanã, quarta-feira (7), antes do jogo contra o Vélez Sarsfield, teve a prisão decretada após audiência de custódia no Juizado Especial Criminal, no estádio, e foi encaminhado para a 19ª DP, na Tijuca. Marcelo Benevides Silva foi autuado por importunação sexual, crime desde 2018, cuja prisão, caso seja em flagrante, é inafiançável.

Em depoimento à polícia, a repórter da ESPN Jéssica Dias contou que o torcedor que a assediou durante uma reportagem ao vivo já vinha a molestando antes de aparecer ao ar, com xingamentos e beijos no ombro. A jornalista afirmou que, por volta das 18h, quando aguardava a vez para entrar ao ar, o torcedor “começou a gritar, proferindo xingamentos, reclamando da demora para o início da reportagem”.

Jéssica se virou para ele e pediu que parasse com os xingamentos e se acalmasse. O homem se aproximou, pediu desculpas, mas botou a mão no ombro dela e o beijou. A repórter se esquivou, e o rubro-negro, agora em frente à câmera, tentou dar outro beijo — mas o repórter-cinematográfico que a filmava interveio, ordenando que o torcedor se afastasse. Jéssica, então, entrou no ar e falava ao vivo no canal quando o homem, sem autorização, deu um beijo em seu rosto.

Segundo a ESPN, a equipe que acompanhava Jéssica conseguiu segurar o assediador e pediu a PMs que o levassem para a delegacia.

O Flamengo e a ESPN repudiaram a atitude do rubro-negro.

Foto: Reprodução

Nota do Flamengo

“O Clube de Regatas do Flamengo repudia o assédio cometido por um torcedor rubro-negro com a jornalista da ESPN Jéssica Dias durante reportagem antes da partida desta noite. É lamentável que atos repugnantes como este, que não representam a Nação Rubro-Negra, ainda aconteçam.”

Nota da ESPN

“Atitudes como essa não cabem hoje no nosso planeta, seja em um jogo de futebol ou na casa de qualquer mulher. Nossa equipe que acompanhava a Jéssica conseguiu segurar o agressor e pediu à polícia que o encaminhasse para a delegacia do Maracanã.

Jéssica, como toda mulher deve fazer, registrou boletim de ocorrência. A ESPN e a Disney repudiam qualquer tipo de agressão contra as mulheres. A empresa vai dar todo apoio a nossa repórter e esperamos que o agressor seja punido com todo o rigor que a lei permite.”

MaisPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48