quinta, 01 de dezembro de 2022
SIGA-NOS

Prefeita de Bayeux acumula “falsos apoios” para receber emendas e irrita Veneziano nas redes sociais, diz site



Publicado em sábado, agosto 13, 2022 · Comentar 

A prefeita de Bayeux Luciene Gomes (PDT) vem utilizando um maneira de fazer política não muito republicana. A gestora tem iludido candidatos ao Senado e ao Governo do Estado com promessas de falsos apoios nas eleições deste ano, conforme registra matéria do site Política da Paraíba publicada na quarta-feira, 11 de agosto.

Segundo a matéria, a primeira vítima da prefeita foi o candidato a senador Efraim Filho (UB). Luciene havia declarado apoio ao deputado na corrida ao Senado e recebeu algumas emendas do parlamentar. Mas, após o deputado Federal Aguinaldo Ribeiro (PP) sinalizar que iria entrar na disputa, Luciene recuou do apoio a Efraim e fechou com Aguinaldo. Por sorte, Efraim conseguiu agir rápido e bloqueou as emendas que havia enviado para o município.

Em seguida, Luciene abriu diálogo com o senador e candidato a governador do Estado, Veneziano Vital do Rego (MDB). O senador destinou R$ 7 milhões para a saúde, R$ 4 milhões para pavimentação de ruas, entre outros recursos. Entretanto, Luciene acabou se afastando do parlamentar e não declarou apoio a sua candidatura ao Governo.

Nesta quarta-feira (10), Veneziano chegou a alfinetar Luciene em uma postagem nas redes sociais, onde a prefeita destaca as obras que estão sendo feitas em Bayeux, mas não cita em nenhum momento os recursos enviados por ele.


O caso mais recente envolvendo uma falsa promessa de apoio, envolveu o deputado federal e candidato a governador Pedro Cunha Lima (PSDB). Luciene recebeu quase R$ 2 milhões em emendas do deputado para a Saúde de Bayeux no mês de junho, além de R$ 3 milhões para a Educação e R$ 400 mil para a Ação Social.

Em gratidão aos recursos enviados pelo parlamentar e após uma articulação feita pelo vice na chapa do tucano, o ex-deputado Domiciano Cabral (Cidadania), Luciene havia dado sua palavra que iria caminhar com Pedro nas eleições deste ano. Porém, no final das contas, a gestora acabou não cumprindo a palavra e acabou declarando apoio ao governador João Azevêdo (PSB) após pedido de Aguinaldo Ribeiro.

Da Redação do ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48