segunda, 27 de junho de 2022
SIGA-NOS

SES alerta para baixa procura por doses de reforço de vacina contra Covid e aumento na ocupação de leitos de UTI



Publicado em terça-feira, maio 24, 2022 · Comentar 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitiu alerta, nessa segunda-feira (23), sobre a baixa procura por doses de reforço de vacinas contra a Covid-19. Em 18 de maio, 1.860.227 pessoas haviam recebido a primeira dose de reforço (ou 3ª dose). Cinco dias depois, o acumulado era 1.864.246 pessoas, um crescimento de pouco mais de 4 mil doses. Em paralelo à baixa procura por vacinação, está o aumento da ocupação de leitos por pacientes com Covid. De 8 a 14 de maio, a Paraíba tinha seis pacientes em unidades de terapia intensiva (UTI). Na semana seguinte, entre 15 e 21, 11 pessoas ocupavam o mesmo tipo de leito.

A secretária Estadual de Saúde, Renata Nóbrega, defende a importância de ampliar a aplicação das doses de reforço, principalmente por causa dos festejos previstos para o mês de junho em todo estado.

“Estamos às vésperas de um período turístico muito esperado devido ao hiato de dois anos imposto pela pandemia e sabemos que a Paraíba receberá um número expressivo de turistas de todas as regiões do Brasil e do mundo. Assim, é importante que todos atualizem sua situação vacinal o mais rápido possível para estarem protegidos mesmo com a grande circulação de pessoas no estado”, alertou.

A secretária reforça que toda a população a partir de 18 anos está apta a receber uma dose de reforço e que as pessoas com mais de 60 anos que tomaram a primeira dose de reforço há mais de 4 meses precisam procurar um posto de saúde para atualizar a situação vacinal.

“Há mais de um milhão de paraibanos sem a primeira dose de reforço e, até o momento, pouco mais de 44 mil pessoas tomaram a segunda dose de reforço. As vacinas estão nos postos de saúde e contamos com o apoio da população para que todos tenham segurança no período junino, que também é mais propenso a infecções respiratórias em geral”, recomendou.

Casos e óbitos por Covid

O relatório que traz dados epidemiológicos entre os dias 15 e 21 de maio registra 448 novos casos de Covid-19 e três vidas perdidas no período. Agora, a Paraíba totaliza 603.883 casos da doença, dos quais 10.218, infelizmente, evoluíram para óbito. Também foi destacado um aumento de 21% nos casos confirmados na faixa etária de 30 a 39 anos (92 casos) e 19% na faixa etária de 40 a 49 anos (86 casos).

João Pessoa foi o município que registrou o maior número de casos, com 254 ocorrências. Campina Grande registrou 42; Araçagi vem na sequência com 16 casos; Patos tem 11 e Cabedelo e Cajazeiras tiveram 10 casos confirmados, cada. Os municípios que mais apresentaram casos foram: João Pessoa (254), Campina Grande (42), Araçagi (16), Patos (11), Cabedelo (10) e Cajazeiras (10).

Os óbitos registrados no boletim do dia 21 de maio aconteceram entre os residentes dos municípios de João Pessoa (1) e Santa Rita (2). As vítimas eram duas mulheres e um homem com faixa etária de acima de 60 anos.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo estado é de 9%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 14%. Em Campina Grande, estão ocupados 7% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 0% dos leitos de UTI para adultos. Ao todo, 49 pacientes estão internados em uma unidade pública de referência para a Covid-19.

Cobertura vacinal

A campanha de vacinação contra Covid-19 começou no dia 19 de janeiro de 2021 e, até essa segunda-feira (23), aplicou um total de 8.775.656 doses de vacinas, sendo que 9.430.248 foram distribuídas aos municípios.

De acordo com a SES, 3.507.387 pessoas foram vacinadas com a primeira dose (93,5% do público alvo) e 3.310.856 completaram os esquemas vacinais primários, o que representa 88,26% da população com cinco anos ou mais. No caso das doses de reforço, a situação atual é:

  • Pessoas com alto grau de imunossupressão: 49.126
  • População com 18 anos ou mais: 1.864.246 primeiras doses de reforço (62,53% do público alvo)
  • Idosos a partir de 60 anos: 44.034 segundas doses de reforço (7,85% da população da faixa etária contemplada)

Da redação/ Com Portal Correio

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48