quarta, 29 de junho de 2022
SIGA-NOS

Aloysio Nunes, João Gordo e Caetano Veloso: novos apoios marcam semana da pré-campanha de Lula



Publicado em domingo, maio 15, 2022 · Comentar 

A semana da corrida presidencial para Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi marcada pela declaração de apoio de personalidades que não são seus tradicionais aliados ou eleitores, como o ex-chanceler Aloysio Nunes (PSDB), o deputado Marcelo Ramos (PSD-AM) e os cantores João Gordo e Caetano Veloso.

João Gordo

O vocalista João Gordo, que sempre votou nulo ou, em algumas vezes nem foi votar, afirmou em entrevista ao Splash, do UOL, que dessa vez votará no ex-presidente Lula, para que Jair Bolsonaro (PL) não ganhe novamente.

“Há anos que eu voto nulo. Teve vezes que eu nem ia lá votar. Mas dessa vez vou votar no Lula para o Bolsonaro não ganhar de novo. Eu voto até no meu cachorro para que esse cara não ganhe, porque senão esse país vai cair em uma obscuridade maior do que já está”.

Aloysio Nunes

 “O segundo turno já começou e eu não só voto no Lula como vou fazer campanha para ele no primeiro turno.” A declaração é do ex-chanceler Aloysio Nunes Ferreira, um dos mais enraizados tucanos do estado de São Paulo, berço do PSDB.

“Não existe essa terceira via; só existem duas: a da democracia e do fascismo. Se quisermos salvar o Brasil da tragédia de Bolsonaro, teremos de discutir o que vamos fazer juntos”, continuou o ex-ministro do governo Michel Temer à jornalista Vera Rosa, do jornal O Estado de S. Paulo, na sexta-feira (13). A fala do tucano ocorre no mesmo dia em que o compositor Caetano Veloso, eleitor de Ciro Gomes em 2018, visita Lula para declarar apoio ao ex-presidente este ano.

Caetano Veloso

Em outra frente, a da cultura, a adesão de Caetano, que também já havia sido sinalizada em outras manifestações do artista, será celebrada em São Paulo, no apartamento de Lula. A informação é do jornalista da GloboNews Gerson Camarotti.

Segundo ele, o encontro foi articulado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que abandonou a disputa pelo governo do Amapá para ser um dos coordenadores da campanha do petista.

Marcelo Ramos

Na área política, outro nome de peso a declarar apoio a ao ex-presidente nesta sexta foi o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PSD-AM), em artigo na Folha de S. Paulo, na sexta. Depois de elencar alguns projetos em relação aos quais discorda da visão de Lula e do PT (reforma trabalhista, independência do Banco Central e capitalização da Eletrobras), o deputado esclareceu.

“A visão de mundo do ex-presidente Lula e a minha são diferentes, sobretudo em relação à economia. Muitas de nossas posições são antagônicas nesse campo tão essencial. Mas concordamos em algo ainda maior: a democracia. E é por isso que estarei com Lula nesta eleição”, escreveu o parlamentar, que deixou o PL quando Bolsonaro entrou para a legenda.

Da Redação
Com Brasil de Fato/ informações da Rede Brasil Atual.
Edição: Lucas Weber/Fotomontagem: @ExpressoPB

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48