domingo, 26 de junho de 2022
SIGA-NOS

Quem é a delegada presa no RJ com quase R$ 2 milhões em espécie e que vai ser defendida pela advogada de Flávio Bolsonaro



Publicado em quarta-feira, maio 11, 2022 · Comentar 

Uma ação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) apreendeu quase R$ 2 milhões em dinheiro na casa da delegada Adriana Belém, em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca. A Operação Calígula foi deflagrada na manhã desta terça-feira (10).

Os agentes encontraram R$ 1,2 milhão em sacos de grifes famosas e pouco mais de R$ 500 mil em uma mala. Adriana não foi presa, mas deve ser levada para a Corregedoria da Polícia Civil para explicar a origem do dinheiro apreendido.

Recentemente, a delegada presenteou o filho com um Jeep Compass zero, quando ele completou 18 anos, e postou foto em sua rede social dizendo que o veículo é blindado. Além de Belém, também é alvo da ação o delegado Marcos Cipriano, que foi preso no começo desta manhã.

Segundo a promotora Roberta Laplace, Adriana Belém falou para a equipe da operação que R$ 60 mil no cofre dela era o único dinheiro que ela tinha em casa. Depois, porém, os promotores encontraram as malas de grife com o resto da quantia no armário do quarto do filho dela.

Ainda de acordo com os promotores, Adriana e o filho chegaram a dizer que não tinham chave para abrir a mala. Os investigadores, então, usaram uma faca para cortá-la.

A operação mira uma rede de jogos de azar explorada pelo contraventor Rogério de Andrade e pelo PM reformado Ronnie Lessa — réu pela morte da vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes — e acobertada por policiais civis.

A advogada Luciana Pires assumiu na tarde desta terça-feira a defesa da delegada. Pires representa o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) no caso da rachadinha em seu antigo gabinete na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio). Junto com Pires, a delegada também será representada pela advogada Sandra Almeida, que defende o governador do Rio, Cláudio Castro, em investigações sobre a Fundação Leão XIII.

Adriana Belém

Em 2020, a delegada Adriana Belém foi candidata a vereadora e teve 3,5 mil votos. A campanha da “delegada pop” chamou a atenção, na época, por contar com um grande elenco de jogadores e famosos entre seus apoiadores: Adriano Imperador, Edmundo, Deco, Djalminha, Amoroso, Dudu Nobre, Xande de Pilares, Mc G15 e David Brazil.

Adriana foi nomeada em agosto de 2021 para um cargo na Secretaria Municipal de Esportes e Lazer do Rio de Janeiro. De acordo com o portal da transparência, o salário dela é de R$ 8.345,14.

Na decisão em que autoriza a prisão da delegada, o juiz Bruno Monteiro Ruliere afirma que a delegada tinha comprometimento com a organização criminosa. “Ré apresenta um grau exacerbado de comprometimento com a organização criminosa”, diz.

Da Redação
Com Pragmatismo Político 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48