domingo, 26 de junho de 2022
SIGA-NOS

Fundador do Orkut promete retorno da rede social



Publicado em quinta-feira, abril 28, 2022 · Comentar 

Se você se divertia nas comunidades do Orkut, nos depoimentos e nutria a nostalgia nos álbuns de fotos, saiba que o criador da primeira grande rede social a fazer sucesso no Brasil está dando um “alô” depois de 17 anos do nascimento de sua criação -que conquistou mais de 300 milhões de pessoas na internet.

Orkut Buyukkokten, fundador da plataforma, reativou o site orkut.com com um comunicado prometendo novidades para a rede social: “estou construindo algo novo. Vejo você em breve!”, diz a mensagem.

“Nos dedicamos muito para tornar o orkut.com uma comunidade onde você pudesse conhecer pessoas reais que compartilhavam seus mesmos interesses, não apenas pessoas que curtiram e comentaram em suas fotos”, acrescenta o texto.

A rede social foi criada em janeiro de 2004, e teve o Brasil como um dos países de maior público, chegando a 50% dos perfis. Uma curiosidade da força brasileira é que o comunicado de Buyukkokten é exibido em inglês e português.

Em 2008, o Orkut foi comprado pelo Google. Sua vida online durou até 2014. Na mensagem assinada pelo fundador, o tom do texto tem certa crítica às opções que existem de redes sociais de hoje.

“Trabalhamos muito para tornar o orkut.com uma comunidade onde o ódio e a desinformação não fossem tolerados. (…) Há tanto ódio online nos dias de hoje, e nossas opções para encontrar e construir conexões reais são poucas e bem escassas. Nossas ferramentas online devem nos servir, não nos dividir. Elas devem proteger nossos dados, não vendê-los”, diz. “Eu quero que você seja capaz de ser o seu verdadeiro eu, online e offline.”

Não existem detalhes sobre a data de lançamento e de como será a possível ressurreição do Orkut. Existe apenas a expectativa de fãs de que a rede social retorne com base no que o seu criador destacou: “Eu sou uma pessoa otimista. Acredito no poder da conexão para mudar o mundo. E é por isso que estou construindo algo novo.”
No Twitter, o assunto está sendo um dos mais comentados.

Alguns usuários chegaram até a relacionar o retorno da rede social com Elon Musk e sua última aquisição – o Twitter.

Não é a primeira vez que circulam informações do retorno do Orkut. Em 2020, um fã da plataforma criou um app com o mesmo nome da rede social – e que, apesar da mesma aparência, não era o mesmo aplicativo. À época, a coleta de dados do programa também levantou uma certa suspeita.

Além disso, em setembro de 2014, um brasileiro esperto criou o “Orkuti”, outro programa nos mesmos moldes. A cópia foi fechada pelo Google naquele mesmo mês. Em agosto de 2016, o app foi removido da Play Store, porém, menos de 24 horas depois, retornou com um novo nome: Orkut.one.

À época, o Google informou, em nota, não comentar sobre aplicativos específicos, mas ressaltou que as suas políticas “são projetadas para fornecer uma melhor experiência para usuários e desenvolvedores” e que o app teria violado tais regras. Hoje, o aplicativo se encontra fora da Play Store.

Da redação/ Com Folhapress

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48