sábado, 04 de dezembro de 2021
SIGA-NOS

Por que o avião de Marília Mendonça bateu numa linha de transmissão? Especialistas tentam entender



Publicado em domingo, novembro 7, 2021 · Comentar 

Especialistas tentam entender por que o avião que levava Marília Mendonça e mais quatro pessoas voou tão baixo a ponto de bater numa linha de transmissão, o que provavelmente provocou sua queda em Caratinga, interior de Minas Gerais, na sexta-feira (5). Todos os presentes morreram.

Vote AQUI no Gestor Público mais Influente da Paraíba em 2021

Ouvidos pelo Jornal Nacional, da TV Globo, profissionais da área disseram ter se espantado também com o estado da aeronave depois da queda.

O Aeroporto de Ubaporanga, conhecido como Caratinga, tem uma pista de 1.080 metros. A aproximação é feita numa espécie de corredor, com montanhas dos dois lados. E uma linha de transmissão a cerca de 5 km do local, informou a reportagem.

As investigações indicam que o avião bateu em um desses cabos, um para-raio, que não estava energizado, segundo a companhia elétrica. O que não está claro é por que o avião voava baixo a ponto de bater.

“Ele estava fazendo um voo um pouco abaixo da rampa, por uma decisão que ele achou que deveria ser seguro e manter uma visibilidade horizontal que ele precisava ter”, explica Luiz Eustáquio Morterane, instrutor de voo.

“Então ele tem uma altura da montanha mais a altura da torre. Então ele deveria estar voando 300 pés, ou algo em torno de 100 metros, acima da torre”, diz Roberto Peterka, especialista em segurança de voo.

Da Redação
Com 247

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48