sábado, 27 de novembro de 2021
SIGA-NOS

Criciúma repudia sugestão de “mala preta” e Botafogo embarca para jogo que vale o acesso



Publicado em sexta-feira, novembro 5, 2021 · Comentar 

Na reta final da Série C do Campeonato Brasileiro, o Criciúma negou a existência de uma suposta “mala preta” na partida contra o Paysandu , para prejudicar o Botafogo (PB), e favorecer o time catarinense no acesso para a Série B.

O Criciúma enfrenta o Paysandu, já eliminado, mas, para ter acesso à Serie B mesmo ganhando depende de um resultado negativo do Botafogo-PB contra o Ituano. Já Belo para subir à Série B precisa de uma vitória simples. O jogo será em Itú, no próximo sábado, 06, às 17h. O Ituano já está classificado.

Cronistas esportivos da cidade defenderam, escancaradamente, a compra do jogo contra o Paysandu que poderia permitir a vitória do time catarinense. É o que se chama no vocabulário futebolístico de “mala preta”. Uma prática condenável do ponto de vista moral. No caso do ‘incentivo’ aos jogadores do Ituano seria a “mala branca”.
Já o presidente do clube declarou em entrevista que pode oferecer um incentivo (dinheiro) ao Ituano, que enfrenta o Botafogo-PB.

Na véspera do jogo decisivo, o Criciúma divulgou uma nota nas redes sociais repudiando qualquer ação voltada para a “mala branca”, e disse que pretende conquistar o acesso dentro de campo. E para isso, invocou o Estatuto do Torcedor.

“O Criciúma Esporte Clube vem a público manifestar o seu descontentamento com o comentário infeliz de um profissional de uma rádio da cidade de Içara que, em sua fala, afirma que o clube deveria “pagar a folha do mês do Paysandu” publicou.

A equipe lembrou que os artigos 41-C e 41-D do Estatuto do Torcedor, que fala da corrupção passiva esportiva, e que cabe não somente ao torcedor, mas a qualquer envolvido no meio esportivo, deixa claro que, “solicitar ou aceitar, para si ou para outrem, vantagem ou promessa de vantagem patrimonial ou não patrimonial para qualquer ato ou omissão destinado a alterar ou falsear o resultado de competição esportiva: Pena – reclusão de 2 (dois) a 6 (seis) anos e multa.’

Na nota, o Criciúma garante que vai adotar as medidas judiciais cabíveis para evitar qualquer tipo de distribuição de vantagens, visto que a equipe não compactua com nenhum tipo de atividade antidesportiva.

“Tomaremos as medidas judiciais cabíveis e reiteramos que o Criciúma não compactua com nenhum tipo de atividade antidesportiva e que sempre priorizou a transparência e honestidade em todas as competições que disputa ou disputou em toda a sua história. Em nome de todos, pedimos desculpas aos profissionais do Paysandu, que são pessoas íntegras, e gostaríamos de continuar mantendo o bom relacionamento com todos”

Toda a polêmica começou quando a imprensa esportiva de Santa Catarina, sugerindo que o Criciúma oferecesse uma ajuda financeira ao Papão na rodada final do quadrangular do acesso da Série C, no próximo sábado, quando esses dois times se enfrentarão. Se o Criciúma vencer e o Botafogo-PB não superar o Ituano no outro jogo da rodada, então a equipe catarinense se juntará à de Itu como classificada para a Série B de 2022 e o time paraibano estará eliminado.

A viagem do acesso

Em meio a polêmica, o Botafogo (PB), embarcou para São Paulo para o jogo do acesso e um dos mais importantes da história do Belo.  O grupo vai passar ainda por Brasília e Campinas, de onde segue, de ônibus, até a cidade de Itu.

Focado apenas em preparar o Botafogo-PB para o duelo decisivo com o Ituano, Gerson Gusmão tratou de deixar o elenco botafoguense distante de qualquer assunto que não seja o compromisso decisivo em Itu. O técnico Gerson Gusmão, deve ter todos os jogadores a disposição para a duelo que pode colocar o Belo na Série B de 2022, e ainda levar o alvinegro paraibano para a grande final da Série C.

Da redação/ Com PB Agora

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48