terça, 30 de novembro de 2021
SIGA-NOS

Disparada da inflação cresce em R$ 200 mil dívida de Flávio com mansão



Publicado em quinta-feira, novembro 4, 2021 · Comentar 

A dívida do senador Flávio Bolsonaro, do Patriota do Rio de Janeiro, contraída para a compra de uma mansão de quase R$ 6 milhões, cresceu R$ 216 mil desde março deste ano por conta da disparada da inflação em 2021. O valor representa 7% do total financiado de R$ 3,1 milhões ou quase dez meses do salário líquido de um senador.

O cálculo, feito a pedido da coluna pelo economista Luiz Fernando Mendes, faz uma simulação do impacto da alta generalizada de preços no empréstimo de Flávio.

No início de março deste ano, o 01 financiou uma mansão de quase R$ 6 milhões em Brasília. Como não tinha todo o dinheiro disponível de imediato, ele precisou pegar mais de R$ 3 milhões emprestados no BRB.

Na ocasião, com o IPCA, principal índice que mede a alta dos preços, acumulado em 12 meses em 5,2%, o senador fez uma opção ousada. Para obter uma taxa de juros mais baixa, ele atrelou o empréstimo à inflação.

Desde então, o indicador subiu com mais força e já está em 10,2% nos doze meses terminados em setembro deste ano. Apenas o aumento de preços acumulado em 2021, de 6,9%, já é maior do que a inflação acumulada em um ano no momento em que ele assinou o contrato.

Da redação/ Com Metrópoles

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48