terça, 30 de novembro de 2021
SIGA-NOS

Acusada de ser fantasma na PMM, Neta do Sindicato desabafa: “Mari me conhece, não sou vagabunda”



Publicado em sexta-feira, outubro 8, 2021 · Comentar 

A ex-vereadora da cidade de Mari, Neta Dionízio, a popular Neta do Sindicato, reagiu indignada as acusações feitas por alguns ativistas políticos de que ela seria funcionária fantasma da Prefeitura de Mari (PMM), lotada na Secretaria de Saúde e durante participação na Rádio Araçá FM na manhã desta sexta-feira (08) rechaçou as acusações  inverídicas contra ela.

Segundo Neta do Sindicato, sua nomeação em cargo na Secretaria de Saúde, ocorreu em fevereiro deste ano, período em que a pandemia ainda estava em alta e por se tratar de uma pessoa com comorbidades ficou em home office até quando recebeu sua segunda dose da vacina.

A ex-vereadora tem diabetes crônica, inclusive com sequelas em sua visão, o que lhe exige cuidados para não ser acometida do vírus.

“Mari sabe do meu trabalho, sabe quem eu sou, sabe que eu sou trabalhadora, eu não quero ganhar dentro de casa, só que eu veio a pandemia, eu sou uma pessoa de risco, tenho diabetes, ai veio o problema da visão…”, justificou a ex-parlamentar.

“Então eu vim aqui pra esclarecer que eu não sou vagabunda, sou trabalhadora, faz trinta anos que eu convivo no sindicato, evidentemente que eu fiquei afastada devido a pandemia, mas eu já estou lá […] vagabunda eu não sou não, vagabunda eu não sou de jeito nenhum”, disse em tom de indignação.

Muitos ouvintes participaram e se solidarizaram com Neta do Sindicato pelos ataques que ela vem sofrendo após a denúncia de que ela seria funcionária fantasma veio a tona.

Da Redação 
Do ExpressoPB

 

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48