quarta, 22 de setembro de 2021
SIGA-NOS

PDT quer candidatura própria em 2022 e vai viabilizar o nome de vice-governadora



Publicado em terça-feira, setembro 14, 2021 · Comentar 

O presidente da executiva nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou em entrevista concedida à imprensa de João Pessoa, nesta terça-feira (14), que o partido vai ter candidatura própria na Paraíba nas eleições de 2022 e lançou o nome de Lígia Feliciano, atual vice-governadora do Estado e esposa do deputado federal, Damião Feliciano.

Segundo ele, Lígia Feliciano é uma mulher preparada e que já está no seu segundo mandato de vice-governadora, que além de médica é uma empresária bem sucedida e que tem comprovada competência.

“Nós desejamos que ela seja a nossa candidata a governadora. Para isso, já estamos começando a conversar com os possíveis aliados e isso também está sendo desenvolvido por ela, pelo filho Renato e pelo deputado Damião Feliciano, que lideram o PDT na Paraíba. Acho que estão indo bem e pensamos com muito carinho na candidatura dela ao governo do Estado”, disse.

Lupi afirmou ainda que a candidatura de Lígia Feliciano pode ajudar muito por sua representatividade, por ser mulher, por ter competência e será uma base fundamental para as eleições à presidência da República.

Ele afirmou que em breve estará na Paraíba, mas está à espera dos avanços dos contatos locais para fazer os acordos e viabilizar a candidatura de Lígia, que para o PDT será fundamental para o partido crescer não só na Paraíba, mas em todo o Brasil.

“É claro que ninguém sozinho pode almejar chegar ao poder sem fazer alianças, sem diminuir as diferenças com possíveis divisões até de candidatos, mas respeitando a identidade de cada partido, de cada candidatura. Eu tenho certeza que a Lígia vai aglutinar muitas forças políticas, porque ela tem uma história política na Paraíba. É uma vitoriosa e tenho absoluta segurança de que ela vai ter uma candidatura bem viável”, destacou.

Em nível nacional, Lupi revelou que o PDT já tem em torno de dez pré-candidaturas a governador, lembrando que isso é só uma fase inicial porque só será decidido o número de disputas depois do carnaval.

“Mas nós estamos trabalhando para construir o maior número de palanques possíveis com candidaturas viáveis como a da Lígia Feliciano. Se por ventura não tivermos sucesso nessa articulação, nós vamos avaliar o que fazer, mas eu estou sentido o sucesso desde agora porque está sendo bem aceita por outros partidos”, completou.

Da redação/ Com Halcedama Borba

Comentários


SIGA-NOS

Todos os direitos reservados - Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio

Copyright © 2017 - ExpressoPB - CNPJ: 10.962.007/0001-48